via: Japan issues highest risk alerts in Hiroshima due to torrential rains | Reuters

Japão

2,99 MILHÕES DE PESSOAS NO JAPÃO RECEBERAM INSTRUÇÕES PARA EVACUAR DEVIDO ÀS FORTES CHUVAS

2021.08.14

O Japão divulgou na sexta-feira alerta de risco de nível 5 o mais sério na prefeitura de Hiroshima, no oeste, citando chuvas sem precedentes na região e risco iminente de inundações e deslizamentos de terra. A Agência Meteorológica emitiu o alerta, acrescentando em um comunicado que a frente de chuva pode permanecer sobre o país por cerca de uma semana.

As autoridades alertaram que um “grave desastre” pode ocorrer enquanto a chuva forte continuar. 70 mil pessoas foram evacuadas apenas na região de Hiroshima.

Na quinta-feira, centenas de milhares de residentes de Nagasaki e outras partes da ilha de Kyushu, no sudoeste do Japão, foram solicitados a evacuar para evitar inundações e o risco de desabamentos. Duas pessoas morreram nos últmos dias.

O gabinete do primeiro-ministro japonês Yoshihide Suga montou um centro de controle de desastres na sexta-feira para lidar com desastres em potencial. “As chuvas torrenciais podem continuar em regiões ao redor do oeste do Japão”, disse Suga.

Vale lembrar que na última segunda-feira (9 de agosto) a ONU entregou um relatório que resulta de um estudo que acontece desde 2013: mudanças climáticas causadas pelos seres humanos são irrefutáveis, irreversíveis e levaram a um aumento de 1,07º na temperatura do planeta. O responsável pelo estudo foi o Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC, sigla em inglês).

O Japão é um dos países que mais reciclam e um dos que mais se preocupa com a questão ambiental e climática.

O relatório citou também que enchentes sem precedentes vão acontecer em todo o mundo devido ao aumento acima do esperado dos níveis do mar, que consequentemente tornam as chuvas muito mais volumosas.

É a primeira vez que o IPCC quantifica a responsabilidade das ações humanas no aumento da temperatura na Terra.

De acordo com Stela Herschmann, especialista em política climática do Observatório do Clima: “A gente não está mais discutindo se o homem é ou se não é um fator preponderante nas mudanças climáticas. Não se discute o ‘se’, mas o ‘quanto’. É inegável a influência humana no clima da Terra e eles [IPCC] agora mostram quanto conseguem estimar em graus de temperatura”.

Só no Japão até o mês passado 80 pessoas já morreram por conta da onda de calor, no Canadá incêndios e temperaturas jamais imaginadas alcançaram 50 graus Celsius, vale ainda citar as enchentes inéditas na Europa e o frio extremo do sul do Brasil, com temperaturas jamais registradas na história. Ainda nesta sexta-feira outra notícia alarmante de que um recorde no número de baleias jubarte que foram encontradas mortas encalhadas no litoral brasileiro, um total de 123 animais somente neste ano. (O aquecimento global não apenas aumenta a temperatura, mas traz desequilíbrio climático, ou seja, frio excessivo em determinadas áreas e calor igualmente em excesso em outras)

A nós resta repensar nos níveis de consumos e na de quantidade de lixo gerado. Terminamos essa matéria com uma obra de arte de 2016 chamada “What Comes Around, Goes Around”  (Tudo o que vai, volta) da artista Bonnie Monteleone, que faz uma releitura da mais famosa obra japonesa, criada em 1830 por Katsushika Hokusai, “A Grande Onda de Kanagawa”. A diferença é que a Obra de Bonnie é feita de resíduos retirados dos oceanos e tem mais de 7 metros de altura.

2,99 MILHÕES DE PESSOAS NO JAPÃO RECEBERAM INSTRUÇÕES PARA EVACUAR DEVIDO ÀS FORTES CHUVAS Japão

Links:

www.dip.org.ua/en/japan/heavy-rains-flooded-japan-evacuating-nearly-3-million-people/

www.carolinacountry.com/departments/departments/feature-story/solving-the-plastic-problem

www.news.un.org/pt/story/2021/08/1759272


2,99 MILHÕES DE PESSOAS NO JAPÃO RECEBERAM INSTRUÇÕES PARA EVACUAR DEVIDO ÀS FORTES CHUVAS Japão