48.000 demissões por conta do coronavírus, a maior parte é do setor fabril

O Ministério da Saúde, Trabalho e Previdência anunciou ontem (25) que o número de demissões e suspensões dos empregos relacionadas à contaminação pelo coronavírus eram de 48.206 pessoas.

O número de trabalhadores não regulares, incluindo os que trabalham em tempo parcial (part-time), totalizou-se 1.863, aumentando 2.556 pessoas em relação à semana anterior. Na área fabril totalizou-se 7.575 pessoas.

A secretaria municipal de trabalho e a Hello Work fez o levantamento em números de funcionários que foram demitidos ou afastados em estabelecimentos comerciais, e totalizou-se 19,792 pessoas.

Tóquio (11,200) ficou em primeira posição com mais pessoas demitidas ou suspendidas, Osaka (4,194) e Aichi (2,477).


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.