A ajuda dos 100.000 ienes não será distribuída tão cedo em algumas províncias

Apenas 29 das 47 províncias do Japão estão planejando iniciar a entrega de dinheiro de emergência em maio, mostrou uma reportagem do Kyodo News nessa sexta-feira (1), mostrando que a pandemia de coronavírus complicou as medidas administrativas para implementar rapidamente medidas de ajuda.

O primeiro-ministro Shinzo Abe tinha como objetivo a distribuição de 100.000 ienes (R$5131,77) para cada residente do Japão ainda nesse mês, mas muitos municípios também estão ocupados implementando medidas para conter o vírus no estado de emergência nacional.

O Parlamento decretou quinta-feira (30) um orçamento extra de 25,69 trilhões de ienes para o ano fiscal de 2020, para financiar um pacote de políticas de emergência – incluindo as doações em dinheiro.

O governo municipal de Wakayama, no oeste do Japão, pretende fornecer o dinheiro ainda este mês, dizendo que seus funcionários estão trabalhando para alcançar esse objetivo sem tirar folgas. Kobe também é uma das 29 províncias, dizendo que planeja enviar os formulários de inscrição para famílias com crianças primeiro, para garantir que as famílias necessitadas recebam os documentos necessários rapidamente.

Oito províncias, incluindo Shizuoka, Osaka e Hiroshima, disseram que pretendem começar a distribuir os folhetos em junho ou mais tarde. Outras 10, incluindo Sapporo (em Hokkaido), Yokohama (em Kanagawa), Nagoya (em Aichi) e Shinjuku (em Tóquio), disseram que não foram capazes de determinar quando começariam a distribuição. Muitas dessas cidades com dificuldades disseram que levará um certo tempo para criar e enviar a documentação necessária às famílias.

Lembrando que postamos aqui sobre como preencher o formulário para solicitar a ajuda dos 100.000!


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.