A curiosidade deixou 4 japoneses feridos após uma série de quedas

Dois homens ficaram feridos após uma mulher cair da janela enquanto olhava outro homem que caiu do telhado do prédio.

A vizinhança de um prédio no centro de Yokohama se tornou uma zona de perigo quando uma bizarra sequência de quedas deixou quatro pessoas feridas.

O incidente começou pouco depois das 16h de sexta-feira, quando a polícia recebeu uma ligação informando que um homem na casa dos 40 a 50 anos havia caído do telhado de um prédio de cinco andares. Ele também teria caído em um espaço muito estreito entre o prédio vizinho.

Crédito: Riku Kuroda

Após a queda inicial, uma mulher de 40 anos olhou por uma janela no terceiro andar do mesmo prédio para observar o que aconteceu. No entanto, ao fazer isso, ela perdeu o equilíbrio e também caiu. Ao mesmo tempo, outro homem olhava pela janela do segundo andar para ver o que acontecia sendo atingido pela mulher.

A mulher que caiu da janela do terceiro andar atingiu o homem de 30 anos na cabeça, enquanto ele olhava pela janela do segundo andar.

A mulher ainda atingiu outro homem, também na casa dos 30 anos, que estava de pé no chão.

Apesar do susto, todos sobreviveram e tiveram apenas ferimentos leves, exceto o primeiro homem que caiu do telhado que sofreu fraturas ósseas. Como todos estão conscientes e em condição estável, a polícia está tentando desvendar como tudo isso aconteceu, através dos depoimentos.

O local é uma área central a cerca de 400 metros ao norte da Estação JR Kannai.

“Espero que todos possam rir disso algum dia, mas é um bom aviso para ter mais cuidado.”

“Estou muito feliz que nenhuma vida foi perdida, mas o que essas pessoas estavam fazendo?!”

“Um bom exemplo dos perigos do pescoço de borracha.”

Os detalhes sobre o que causou a queda do primeiro homem ainda não foram descobertos, mas os relatórios sugerem que foi acidental.

Este caso serve como um lembrete para ter muito cuidado em lugares altos, não apenas para nossa própria segurança, mas também para a segurança das pessoas à nossa volta.

Vídeo:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.