Abe cancela o estado de emergência no Japão inteiro!

O primeiro-ministro Shinzo Abe suspendeu oficialmente o estado de emergência nas regiões metropolitanas de Tóquio, e nas províncias de Chiba, Kanagawa, Saitama e Hokkaido.

O cancelamento do estado de emergência, permite que todos os cidadãos possam sair livremente, e que as empresas e escolas, possam retornar às atividades normais.

Com a remoção das restrições impostas sob o estado de emergência, espera-se que a economia japonesa atingida pela recessão, possa se recuperar gradualmente.

“Decidi encerrar o estado de emergência em todo país” , “ Em pouco mais de um mês e meio, quase controlamos a situação da infecção.”– disse o primeiro-ministro Shinzo Abe, em uma coletiva de imprensa.

Os oficiais do governo e os médicos especialistas, também alertaram sobre o relaxamento da vigilância em meio aos riscos de uma segunda onda de infecções.

Na reunião do governo com o Comitê Consultivo, o Ministro da Reabilitação Econômica, Yasutoshi Nishimura disse:

“Após uma avaliação abrangente, o governo acredita que o estado de emergência não é mais necessário em todas as prefeituras. Gostaríamos de consultar vocês para declarar o fim da medida.” 

Embora o estado de emergência tenha sido cancelado, o governo estabelecerá um período de transição, e avaliará a situação da infecção a cada três semanas. Além disso, a população será solicitada a não sair de suas províncias até o final do mês de maio.

O primeiro-ministro Shinzo Abe, também está solicitando que a população adote um novo estilo de vida, mantendo o distanciamento social, o uso das máscaras e se possível, trabalhem de suas casas.

O governo também não descartou a possibilidade de emitir um segundo estado de emergência, caso ocorra uma nova onda de infecções.

A governadora de Tóquio, Yuriko Koike, revelou um plano de três etapas para relaxar as restrições da capital de forma gradual.

A primeira etapa do plano, deverá começar na terça-feira e permitirá a abertura dos museus e bibliotecas, enquanto os restaurantes e lanchonetes, poderão funcionar até as 22 horas da noite.

Na segunda etapa que começará no final de maio, os cinemas e as lojas de produtos não essenciais, também serão reabertos.

No entanto, locais como os karaokês e as academias de ginástica – onde o risco de transmissão ainda é alto, deverão permanecer fechados.

Até o momento, o Japão não presenciou uma explosão do número de casos, no então, o total de casos registrados é de 17.200 e o número de mortes, subiu para 853 pessoas no país.

Apesar do estado de emergência ter sido cancelado, os cuidados não deverão ser relaxados, pois o Japão ainda poderá viver uma segunda onda de infecções.

 


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *