via: Haneda Airport fully automated due to virus, labor crunch | The Asahi Shimbun: Breaking News, Japan News and Analysis

International Japão

Aeroporto de Haneda inova introduzindo procedimentos “zero contato” como medida de prevenção ao COVID-19

2021.07.27

No Aeroporto de Haneda, em Tóquio, o check-in e outros procedimentos estão sendo automatizados, para se tornarem o mais “touchless” (sem contato) possível, uma medida de prevenção ao COVID-19 e também uma forma encontrada para lidar com a escassez de funcionários.

Com as férias de verão se aproximando, os funcionários da indústria da aviação estão fazendo o possível para reduzir as chances de os passageiros interagirem diretamente com os funcionários.

A Japan Airlines Co. (JAL) atualizou seu sistema de check-in automatizado no Terminal 1 para voos domésticos na primavera passada. O sistema faz a leitura de impressões digitais com raios infravermelhos, permitindo que os passageiros operem a tela enquanto mantêm seus dedos a vários centímetros da tela.

Uma solução que busca o zero contato também foi introduzida para o equipamento de registro automático de bagagem colocado em serviço no ano passado. Isso elimina a necessidade das pessoas fazerem fila nos balcões de check-in para explicar o conteúdo de suas bagagens aos funcionários.

De acordo com a JAL, essas melhorias reduziram o tempo de check-in. O processo costumava levar cerca de 30 minutos durante os períodos de pico, mas agora leva apenas de 5 a 10 minutos.

O local da verificação de segurança também foi atualizado. As bilheterias semelhantes às das estações de trem serão instaladas na entrada. Quando os cartões de embarque são colocados sobre os scanners, os recibos são emitidos e os portões abertos.

A All Nippon Airways Co. instalou 12 portões automatizados em dois locais dentro do Terminal 2 em maio.

Depois de passar pela verificação de segurança, os passageiros podem utilizar cadeiras de rodas elétricas automáticas até o portão de embarque. As cadeiras entraram em operação em escala real em junho em ambos os terminais domésticos.

Tudo o que o passageiro precisa fazer é inserir o destino e apertar o botão Iniciar. Após o desembarque do usuário, a cadeira de rodas retorna autonomamente ao seu ponto de partida.

As soluções sem contato não se limitam às próprias instalações do aeroporto. Em maio, a ANA começou a fazer adaptações em seus Boeing 787 Dreamliners e algumas de suas outras aeronaves.

Uma das mudanças ocorreu no interior da porta do banheiro, a qual foi equipada com uma maçaneta especial,  que pode ser aberta com um braço ou cotovelo sem tocar na maçaneta com a mão.

Embora o número total de passageiros para rotas domésticas e internacionais no Aeroporto de Haneda tenha diminuído em 76 por cento no ano fiscal de 2020, neste ano no mês de abril quatro vezes mais pessoas visitaram o aeroporto em comparação ao mesmo mês do ano passado.

A demanda deve crescer no verão, e as companhias aéreas estão acelerando seus esforços para garantir um ambiente sem contato.

Hajime Tozaki, professor de economia da Universidade J.F. Oberlin, que estuda a indústria da aviação,  observou que tornar os procedimentos do aeroporto totalmente sem contato “será importante para lidar com a escassez de mão de obra e reduzir o estresse sobre os negócios da aviação”.

Claro, há muitas ocasiões em que os passageiros enfrentaram dificuldades para operar sistemas sem contato e precisaram buscar a ajuda do pessoal do aeroporto.

Para garantir que tudo corra bem, ele alertou que os funcionários do aeroporto precisam ter um bom entendimento dos mecanismos básicos dos sistemas automatizados

Leia também:

Olimpíadas: Rayssa Leal conquista prata no skate e se torna a medalhista mais jovem do Brasil

Atletas olímpicos lutam contra o calor extremo de Tóquio; alguns sugerem mudança de horário

Hotéis e pousadas na região central do Japão oferecem bônus especiais para hóspedes vacinados

#diaadia

 


Aeroporto de Haneda inova introduzindo procedimentos "zero contato" como medida de prevenção ao COVID-19 International Japão