via: Just 13% of Japanese gov't workers teleworked most of week during 2nd COVID-19 emergency - The Mainichi

Japão

Apenas 13% dos trabalhadores do governo realizaram trabalho remoto “quatro a cinco vezes por semana” durante o 2º Estado de Emergência

2021.05.15

Uma pesquisa realizada pelo gabinete do governo, mostrou que apenas cerca de 13% dos funcionários do governo trabalhavam remotamente “quatro a cinco vezes por semana” durante o segundo estado de emergência COVID-19 no início deste ano.

O Gabinete de Assuntos de Pessoal realizou a pesquisa entre os dias 15 a 26 de março e recebeu respostas de 10.457 trabalhadores selecionados aleatoriamente em ministérios e agências governamentais. Quando questionados sobre teletrabalho de casa ou de outro lugar durante o segundo Estado de emergência entre 8 de janeiro e 21 de março, cerca de 14% disseram que trabalharam remotamente “uma vez por semana” e aproximadamente 49% disseram que o faziam “duas a três vezes por semana”, enquanto um total de cerca de 25% respondeu, “três vezes ou menos por mês” ou “não trabalhou remotamente (durante aquele período de tempo).”

Embora a porcentagem de funcionários do governo que disseram trabalhar remotamente “quatro a cinco vezes por semana” quase tenha dobrado (foram 7,5% durante o primeiro estado de emergência em abril-maio ​​de 2020), os números estão muito abaixo dos 70% de redução, meta que o governo estabeleceu para as empresas privadas.

No entanto, entre as pessoas que realizaram trabalho remoto quase 60% dos entrevistados disseram que a produtividade no trabalho caiu quando eles teletrabalharam de casa ou de outro lugar, em comparação com quando estavam no escritório. Por outro lado, a pesquisa demonstrou que houve uma melhora nas condições de trabalho entre o primeiro e o segundo Estado de emergência, mais de 50% disseram que a produtividade melhorou em comparação com quando trabalharam remotamente durante a primeira emergência COVID-19, com quase 40%, ou a maior parte, citando um “ambiente de comunicação aprimorado”, como melhora nos equipamentos de comunicação.

Em relação ao trabalho dos funcionários públicos, algumas tarefas ainda envolvem a premissa de que trabalhem em seus escritórios, como responder a sessões de câmara e redigir projetos de lei. Em março, o governo revisou seu roteiro para promover o teletrabalho entre seus funcionários e definiu a meta de “preparar um sistema onde os serviços públicos necessários possam ser fornecidos em qualquer circunstância” até o ano fiscal de 2025. Ele afirma que planeja acelerar a introdução de escritórios satélites e melhorar a gestão das horas de trabalho.

O ministro da revitalização econômica, Yasutoshi Nishimura, solicitou à Federação de Negócios do Japão e outras organizações empresariais durante uma reunião de 11 de maio que colocassem todos os esforços na redução de 70% de passageiros para diminuir o número de pessoas que saem durante a semana. Ele também pediu às empresas que divulgassem seus dados sobre esses esforços.

 

#diaadia

Leia também:

O interior do Japão atrai trabalhadores remotos com escritórios em edifícios históricos

Japão pretende estabelecer um sistema de transporte público por teleférico até 2025

PESSOAS QUE INSPIRAM: Marcio Saiki, fotógrafo e professor de fotografia no Japão


Apenas 13% dos trabalhadores do governo realizaram trabalho remoto "quatro a cinco vezes por semana" durante o 2º Estado de Emergência Japão