via: Smartphone app system tells blind people the color of traffic signals : The Asahi Shimbun

Japão

Aplicativo para smartphones informa aos cegos a cor do semáforo no Japão

2020.11.27

A Agência Nacional de Polícia está se preparando para criar um sistema nacional baseado em um aplicativo de smartphones, a fim de informar aos cegos e deficientes visuais a cor dos sinais de trânsito, principalmente nos cruzamentos.

Aplicativo para smartphones informa aos cegos a cor do semáforo no Japão Japão

Crédito: IStock Photo

Noboru Mochizuki de 65 anos, um acupunturista cego, baixou o aplicativo e aprovou a decisão. Ele mora em Fuji, na província de Shizuoka, e disse que já passou por algumas dificuldades ao atravessar a rua, e uma vez um carro até bateu em sua bengala e a quebrou.

“Eu arrisco minha vida quando saio sozinho (…) É um pouco complicado usar um smartphone, mas para mim faz uma grande diferença saber se a luz é verde ou vermelha”.

Se você mora no Japão, com certeza já deve ter escutado uma “musiquinha” que sempre toca quando o sinal para pedestres fica verde. Esse “som de passarinho” indica que o caminho está livre para os pedestres cegos ou com deficiência visual. E como no Japão também tem muitos idosos, que na maioria das vezes têm a visão comprometida devido à idade, essa musiquinha também os ajuda a identificar que o sinal está aberto. Legal né?

Aplicativo para smartphones informa aos cegos a cor do semáforo no Japão Japão

Crédito: IStock Photo

A Agência Nacional de Polícia reservou cerca de ¥2,5 bilhões de ienes em seu orçamento fiscal de 2021 com o objetivo de instalar o novo dispositivo em pelo menos 2.000 cruzamentos sinalizados em todo o Japão.

O aplicativo “Shin GO” recebe uma mensagem (ativada por voz) quando os usuários se aproximam do semáforo, e através da conexão via bluetooth, o aplicativo informa a cor do sinal.

Aplicativo para smartphones informa aos cegos a cor do semáforo no Japão Japão

Crédito: IStock Photo

Além de informar a cor, o aplicativo também conta com uma função que permite que os usuários estendam a duração do sinal em alguns cruzamentos selecionados, uma vez que os pedestres com deficiência visual estão frequentemente envolvidos em uma série de acidentes de trânsito. Segundo dados de 2017 a 2019, cerca de oito pedestres foram mortos e 66 sofreram ferimentos leves ou graves.

Mas um acidente que ocorreu há dois anos, foi o real catalisador para que novas medidas fossem tomadas. Um homem de 64 anos que possuía deficiência visual morreu ao ser atropelado por um carro, pois sem saber atravessou o sinal vermelho.

Vídeo

#diaadia


Aplicativo para smartphones informa aos cegos a cor do semáforo no Japão Japão