Bairro de luxo japonês tem luzes projetadas para deixar as mulheres mais bonitas

Ginza, é um dos bairros mais chiques de Tóquio e um dos distritos de compras mais luxuosos do mundo. Lá tem inúmeras lojas de marca, butiques, restaurantes e cafés.

Ginza recebeu esse nome em homenagem à casa de moedas de prata construída em 1612, durante o período Edo.

Atualmente, é conhecido como bairro luxuoso onde os edifícios históricos e a cultura moderna se fundem, mas o que poucas pessoas lembram é que foi o local do primeiro poste elétrico do Japão.

PR Times

Sim, isso mesmo! A luz foi acesa em 1882, e naquela época era uma lâmpada de arco de carbono que emitia uma luz semelhante à dos raios do sol.

Ao longo dos anos, este fato foi sendo esquecido, mas se você for ao bairro Nichome, encontrará a Lâmpada Comemorativa de Ginza, no local exato onde a primeira lâmpada elétrica foi erguida.

A lâmpada de rua está agora do lado de fora do edifício Cartier e parece muito diferente de todas as outras luzes ao redor de Ginza, pois foi projetada para se parecer com a original.

Esta lâmpada foi erguida no lugar onde a primeira lâmpada de rua elétrica do Japão foi construída. A luz comemorativa atual foi reconstruída em 15 de outubro de 1986. A lâmpada foi substituída e acesa em maio de 2005. 

Essa não é a única peculiaridade escondida nas ruas de Ginza, pois os outros postes de iluminação da área também têm uma história oculta.

Luzes que fazem as pessoas parecerem mais bonitas

Crédito: hapiba

Segundo o Instituto de Engenharia Iluminadora do Japão, a Ginza Dori, a principal rua comercial que atravessa a área, passou por uma reforma completa em 1968. As reformas ocorreram como parte das comemorações da Cerimônia dos 100 anos de era Meiji, marcando um século desde que a era japonesa mudou de Keio para Meiji.

Com o apoio do Ministério da Terra, Infraestrutura, Transporte e Turismo do Japão, os moradores de Ginza e trabalhadores envolvidos no projeto de construção decidiram redesenhar os postes de luz, criando um tipo de luz mais adequado para a área. 

No passado, salgueiros cobriam as ruas, então havia o desejo de trazer de volta a elegância e beleza com novas luzes.

Além de considerar a aparência do ambiente, eles também queriam fazer com que a iluminação deixasse as pessoas mais bonitas.

 Até então, as lâmpadas de mercúrio eram usadas, mas não eram bem aceitas porque faziam o batom vermelho parecer mais escuto.

Pensando nisso, eles decidiram realizar experimentos focados na cor do batom, testando diferentes fontes de luz para ver quais eram as melhores para favorecer os tons de batom.

 Através desses testes, eles descobriram que as lâmpadas de iodetos metálicos tinham um efeito embelezador em todos os batons. Além disso, fazia a pele das pessoas parecer radiante. As luzes do distrito não só iluminam os transeuntes e os produtos nas vitrines, como deixam as pessoas com uma aparência mais bonita.

Foi decidido que as lâmpadas de iodetos metálicos, que na época tinham acabado de ser desenvolvidas, se tornariam “as luzes de Ginza”.

“Não é à toa que sempre posso tirar ótimas fotos em Ginza!”-disse um internauta.

“Lâmpadas de iodetos metálicos usam lâmpadas que mostram claramente a cor da maquiagem, roupas e pele.” Após descobrir isso peguei um pedaço de papel com as cores vermelha e azul. Quando você o coloca sobre a luz da rua em frente ao Wako, todas as cores certamente ficam bonitas e vivas. Nas luzes da rua de outras cidades, o batom e a sombra dos olhos geralmente parecem sem graça- disse um designer de iluminação que conhece bem a área de Ginza.

Fonte: Sora News

Imagem de destaque: Zekkei Japan

Leia também:

Venda de batons cai drasticamente no Japão devido à pandemia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.