BIZARRO: Cidade no Japão utiliza “lobo mecânico” para espantar ursos

Recentemente, o Japão vem relatando uma série de ataques de ursos, que podem ser extremamente perigosos no outono, quando saem em busca de comida para “hibernarem” durante o inverno.

Quando os rastros de ursos são vistos próximos à áreas residenciais, os governos locais costumam chamar caçadores para prender os animais ou até mesmo exterminá-los caso eles tenham causado ferimentos às pessoas.

De acordo com o Ministério do Meio Ambiente, somente em 2019, cerca de 157 pessoas foram atacadas por ursos-negros e marrons asiáticos, dos quais cerca de 6.285 foram capturados por causar ferimento às pessoas, batendo o recorde nos últimos 10 anos. Neste ano, cerca de 60 pessoas foram atacadas e 3.207 ursos foram capturados até agosto.

-Lobo Monstro (Monster Wolf)

Em meio ao aumento do aparecimento de ursos em áreas residenciais na região de Takikawa, localizada na província de Hokkaido, eles tiveram que recorrer à tecnologia, e passaram a utilizar um lobo mecânico para afastar os ursos da região sem prejudicá-los fisicamente.

O Monster Wolf foi desenvolvido pela empresa Ohta Seiki, em Hokkaido, e é equipado com sensores infravermelhos que detectam quando um animal se aproxima, e assim que um sensor é acionado, a cabeça gira e os olhos acedem uma luz de LED vermelha, literalmente assustando qualquer animal ou até mesmo pessoa que chegue próximo.

https://twitter.com/nhk_news/status/1318076693597343746?s=21

Para evitar que os ursos se acostumem com o som do alto-falante, e consequentemente não tenham mais medo dele, o lobo monstro foi equipado com mais de 60 sons distintos, incluindo uivos de lobo, vozes humanas e até mesmo som de tiros.

Por que os ursos aparecem com mais frequência nesta época do ano?

A chegada do fim do verão com o início do outono é o período que os ursos-negros aparecem com frequência no Japão, já eles saem para procurar comida antes do frio rigoroso começar. Eles podem passar até 20 horas do dia apenas comendo e ingerindo o dobro de comida que costumam comer para se prevenirem durante a próxima estação.

Segundo Kazuhiko Maita, presidente do Instituto de Pesquisa e Preservação do Urso-negro-asiático, caso uma pessoa entre em contato direto com um urso, é essencial que ela fique imóvel e evite ser notada pelo animal. O ideal é abaixar-se no canto de uma parede para diminuir a área do corpo ao alcance do animal e tentar esconder o pescoço e o estômago.

Florestas mal cuidadas e subdesenvolvidas perto de áreas povoadas continuam a aumentar e novas gerações de ursos passaram a viver perto dos humanos. Este é um problema estrutural e provavelmente continuará a ser um problema que precisa ser resolvido. É difícil implementar contramedidas, mas um dos métodos é cortar a grama nas rotas pelas quais os ursos entram. Como os ursos não gostam de lugares iluminados sem matagais, eles não entrarão mais por essas rotas”– explica Kazuhiko Maita.

#curiosidades


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.