Campeã mundial de karatê confirma que foi agredida pelo superior durante um treinamento

A campeã mundial de karatê, Ayumi Uekusa (28 anos), que também participará dos Jogos Olímpicos de Tóquio, afirmou ter sido vítima de assédio do diretor da Federação Japonesa de Karatê.

A atleta revelou que foi atingida no olho esquerdo com uma espada de esgrima de bambu, durante uma sessão de prática.

O diretor técnico, Masao Kagawa, negou a acusação dizendo: “Eu nunca faria algo como dar um soco no rosto de um atleta olímpico e feri-lo”

O que aconteceu no dia do incidente 

No dia 20 de dezembro de 2020, o diretor técnico iniciou um treinamento com os atletas, em que uma espada de esgrima de bambu era empurrada e girada diante deles para simular técnicas de socos e chutes. O objetivo do treino era fazer com que os atletas se esquivassem dos movimentos, realizando contra-ataques. No entanto, além de Ayumi, vários deles também sofreram hematomas nos olhos.

Segundo Ayumi, Kagawa gritava e a advertia com frequência sobre o treinamento e sua vida pessoal.

“Há muito tempo eu vinha me preocupando que se falasse abertamente poderia perder meu lugar no mundo do karatê e também não seria capaz de me preparar o suficiente para os Jogos de Tóquio (..) No entanto, achei que manter essa situação não seria desejável para mim como atleta olímpica e decidi reunir toda a minha coragem e transmitir a verdade”-expressou Ayumi.

Leia mais:

Anúncio japonês aborda a questão da violência sexual contra as mulheres e se torna viral na internet

Japonesa torna-se campeã mundial de capoeira com menos de 14 anos (vídeo)

Garoto japonês ridicularizado por falar português com Cristiano Ronaldo torna-se campeão colegial nacional de futebol

 

#diaadia


 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.