Capcom hackeada: mais de 350 mil arquivos comprometidos por ataque cibernético

A empresa fabricante de jogos como Residente Evil, Street Fighter e Mega Man, CAPCOM, anunciou que mais de 350 mil arquivos foram roubados em recente ataque de rasomware, informações como dados pessoais de clientes, informações de funcionários, bem como documentos confidenciais internos da empresa foram comprometidos no ataque.

O grupo “Ragnar Locker” teria realizado o ataque cibernético no dia 2 de novembro e solicitado o pagamento de resgate em moeda virtual de aproximadamente U$ 11 milhões de dólares até as 8 horas da manhã do dia 11 de novembro. No entanto,  a companhia CAPCOM não cedeu à extorsão e teve seus dados expostos na dark web.

A CAPCOM informou que nenhuma informação de cartão de crédito foi comprometida, as transações são realizadas por terceirizada, não sendo mantido nenhum dado internamente, porém a empresa assegura aos jogadores que é seguro acessar os jogos onlines e seus respectivos sites.

Em nota no site oficial a empresa declarou “pedimos desculpas pelos transtornos causadas aos nossos clientes e a todas as partes envolvidas. Iremos nos esforçar ainda mais para fortalecer os nossos sistemas administrativos e iremos lidar de forma severa com as ações criminosas”.

Créditos: BBCcom,  CapcomMainichi.

#diaadia


 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.