Casal preso sob suspeita de deixar filha de 3 meses morrer no Japão

A polícia de Saitama prendeu um pai de 29 anos e uma mãe de 28 anos nesta quarta-feira (20) sob suspeita de negligenciar sua filha e causar a sua morte.

Kia Kanai morreu com 3 meses de idade em meados de setembro de 2020 na cidade de Misato, província de Saitama. Segundo o laudo da autópsia, ela tinha costelas quebradas e estava fisicamente fraca devido ao baixo peso corporal e desnutrição. Seus pais Yuki e Azusa Kanai foram presos sob suspeita de negligenciar e abandonar as responsabilidades ao não levar Kia ao médico para tratamento, resultando em sua morte. A polícia também investigará se a criança foi abusada.

De acordo com a polícia, ambos admitiram as acusações, e o pai de Kia ainda afirmou que não levou sua filha ao hospital porque isso levantaria suspeitas de abuso. A mãe também teria dito que: “Meu marido se recusou a levá-la ao hospital e eu obedeci a ele”.

Uma fonte próxima à investigação afirmou que Kia era um dos gêmeos, e que a família era composta pelos gêmeos, uma irmã mais velha e seus pais. Em meados de setembro, Azusa notou algo de errado com a saúde de Kia e chamou a ambulância. O bebê foi confirmado morto no hospital.

Kia tinha várias costelas quebradas em diferentes estágios de cicatrização, levando a polícia a investigar a possibilidade de que as fraturas ocorreram em momentos diferentes.

#crime

Leia também:


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.