Centenas de americanos deixam o Nepal devido ao bloqueio imposto no país

Centenas de americanos presos no Nepal deixaram o país em um voo de repatriamento nessa terça-feira (31), dias após um bloqueio completo ter sido imposto no país para ajudar a combater o coronavírus.

Um voo da Qatar Airways organizado pelo governo dos EUA levou 302 americanos do Aeroporto Internacional Tribhuvan de Kathmandu para Washington. Idosos, famílias com crianças pequenas e pessoas com problemas de saúde receberam prioridade no voo.

A Embaixada dos EUA no Nepal estima que 3 a 4 mil americanos ainda estão no país, mas diz que nem todos estão pensando em sair. Não ficou claro se há mais planos para futuros voos de evacuamento de americanos.

Os passageiros a bordo do voo de terça-feira disseram que pagaram 1.250 dólares pelo assento.

Uma simulação de voo feita para o dia 2 de abril, passagem só de ida partindo do Nepal com destino à Washington. O valor é de 266 mil ienes, cerca de R$12.806,10 !!!

Eu tenho um visto de três meses e esperava ficar mais um mês e meio“, disse um dos passageiros, Ryan Paugh, engenheiro de software de Washington, que estava viajando no Nepal. “Não queremos ir embora, mas voltar aos EUA é a decisão certa até que a pandemia se acalme“.

Cameron Collins, um encanador de Albany, Nova York, estava viajando e aprendendo ioga quando também decidiu encurtar a viagem e voltar para casa. “Sinto que eu devo ir para casa e ficar com minha família” afirmou.

Havia cerca de 10.000 turistas estrangeiros no Nepal quando o bloqueio foi imposto na semana passada. No fim de semana, dois vôos para a Alemanha e um para a França levaram os europeus para fora do país. O embaixador dos EUA no Nepal, Randy Berry, disse que levou vários dias para reunir americanos de vários lugares e levá-los a Kathmandu, capital do Nepal, antes que o voo pudesse ser organizado.

O Nepal confirmou cinco casos do coronavírus, e uma delas já está recuperada.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.