via: Nagoya's health centers swamped as over 6,000 COVID-19 patients wait at home | The Japan Times

Japão

Centros de saúde de Nagoya sobrecarregados à medida que mais pacientes se recuperam em casa

2021.09.13

O sistema médico da cidade de Nagoya, província de Aichi, está sobrecarregado devido à quinta onda de infecções por coronavírus.

Devido à sobrecarga do sistema, mais de seis mil pacientes com coronavírus foram forçados a se recuperar em casa, pois a hospitalização imediata, mesmo para aqueles que necessitam de oxigênio, não está sendo possível.

No início deste mês, mais de 20 trabalhadores em um centro de saúde público no distrito de Naka, em Nagoya, estavam trabalhando às 20 horas e mesmo após o expediente, cinco funcionários ainda estavam trabalhando em documentos com informação dos pacientes. O centro fala com os pacientes pelo telefone para confirmar o estado de saúde e questiona se estão com febre ou se alimentando bem, por exemplo.

Além disso, os profissionais de saúde fazem um trabalho muito mais profundo, investigando o que as pessoas recém-infectadas estavam fazendo antes de testarem positivo e se estiveram em contato com idosos não vacinados.

A equipe telefona para os pacientes, priorizando os idosos e aqueles que têm doenças. Em casos que não é possível entrar em contato pelo telefone, um funcionário também pode visitá-los.

Alguns pacientes que testaram positivo para o coronavírus e que se recuperam em casa, desenvolveram sintomas de pneumonia e necessitam de oxigênio. No final de agosto, o número de pessoas com sintomas graves e que necessitavam de oxigênio era de 25 pessoas e no dia 1° de setembro, o número era de 8 pessoas.

“Esses pacientes deveriam ser hospitalizados imediatamente em uma situação normal, mas isso não é possível nas atuais circunstâncias (…) se o número de infecções continuar alto assim, a situação vai piorar ainda mais”- disse Hiroshi Tanabe (39), médico do centro.

Leia também:

Prefeito de Nagoya “morde” medalha olímpica de ouro e recebe várias críticas

 

 

#coronavírus


Centros de saúde de Nagoya sobrecarregados à medida que mais pacientes se recuperam em casa Japão