Chinês levanta as pálpebras da ex-namorada e usa suas digitais para roubar mais de 2 milhões de ienes enquanto ela dormia

Um homem chinês foi condenado a três anos e meio de prisão após roubar mais de 150 mil yuans de sua ex-namorada usando suas impressões digitais para desbloquear o celular e abrir suas pálpebras para passar no sistema de verificação de reconhecimento facial no aplicativo Alipay.

O homem de 28 anos, identificado como Huang, teria ido ao apartamento da mulher em dezembro de 2020 para discutir sobre a devolução de 60 mil yuans (cerca de 1.074.899 ienes) que ele havia supostamente emprestado para ela quando ainda estavam namorando.

A mulher não estava se sentido bem naquele dia e adormeceu. Então Huang usou as digitais da ex-namorada para desbloquear o telefone e ergueu suas pálpebras, usando a íris dela para acessar o sistema de reconhecimento facial no Alipay.

Segundo as fontes, ele mudou a senha e transferiu 154 mil yuans (cerca de 2.759.158 ienes) da conta poupança e serviços de crédito para pagar suas dívidas pendentes. Segundo as informações, ele teria dito ao tribunal que precisava de dinheiro para pagar suas dívidas de jogo.

Na manhã seguinte, a vítima percebeu as transações incomuns e comunicou à polícia. O homem foi preso em abril de 2021, e além de ser condenado a três anos e meio de prisão, recebeu uma multa de 20 mil yuans (cerca de 358.297 ienes).

Em resposta ao caso, um porta-voz da Alipay disse que agora muitas condições terão que ser cumpridas pelos usuários para que o dinheiro seja transferido.

Fonte: The Times

Leia também:

#crime


Chinês levanta as pálpebras da ex-namorada e usa suas digitais para roubar mais de 2 milhões de ienes enquanto ela dormia Notícias Viralizou

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *