via: Kawasaki city to throw away 6,396 COVID-19 vaccine doses : The Asahi Shimbun

Japão

Cidade de Kawasaki jogará fora 6.396 doses da vacina contra a COVID-19

Um congelador com defeito arruinou 6.396 doses da vacina COVID-19, que agora devem ser descartadas, relatou o governo da cidade em 13 de junho.

A cidade de Kawasaki disse que usará doses sobressalentes para evitar atrasos no calendário de vacinação.

A vacina usada pela cidade foi desenvolvida pela farmacêutica norte-americana Pfizer Inc. e pela parceira alemã BioNTech, e deve ser  armazenada em temperaturas de -60 à -90ºC.

Uma autoridade municipal visitando um local de armazenamento de doses de vacina na cidade, ouviu um alarme soando do freezer em questão às 8h10 do dia 13 de junho, de acordo com a prefeitura.

Registros mostram que a temperatura dentro do freezer subiu para -59,6 ºC às 14h08 em 11 de junho e atingiu 9,1 ºC às 14h53, no dia seguinte. A temperatura então começou a cair e atingiu os -15,2 ºC às 5h05 do dia 13 de junho.

A vacina Pfizer pode ser armazenada de 2 a 8 graus, uma temperatura média dentro de geladeiras normais por um mês, mas as doses que congelam após o descongelamento não podem ser usadas para inoculações.

A cidade de Kawasaki disse que decidiu descartar as doses armazenadas no freezer porque a temperatura ultrapassava os 8 ºC.

O freezer foi desenvolvido pela Ebac Co., fabricante de freezers e geladeiras de Tóquio, para uso exclusivo da vacina Pfizer, segundo a prefeitura.

Em nota divulgada em 12 de junho em seu site, a empresa confirmou que a temperatura dentro do mesmo tipo de freezer pode subir repentinamente. Ela informou que fará uma revisão em todas as 294 unidades do freezer que entregou a seus clientes e as substituirá por novas o mais rápido possível.

Leia também:

Curiosidade do Japão: Mochi em forma de emojis

Quase 5 milhões de ingressos já foram vendidos para as Olimpíadas de Tóquio

Japão lança a primeira máscara comestível do mundo

#coronavírus


Cidade de Kawasaki jogará fora 6.396 doses da vacina contra a COVID-19 Japão