Cidade japonesa deposita erroneamente ¥46,3 milhões em subsídios na conta de uma única família

A cidade de Abu, localizada na província de Yamaguchi, pagou erroneamente 46,3 milhões de ienes (cerca de 1 milhão e 700 mil reais) em subsídios do coronavírus na conta bancária de uma única família, anunciou a cidade no dia 15 de abril.

Esse erro ocorreu sob o esquema do governo japonês de distribuir doações de 100.000 ienes para famílias de baixa renda isentas de impostos residenciais para apoiá-las em meio à pandemia.

Mas como mais de 40 milhões de ienes foi parar na conta de uma única pessoa?

No dia 3 de abril, o governo municipal providenciou a transferência de 100.000 ienes para as contas bancárias de 463 famílias que solicitaram o subsídio até o final de março.

Mais tarde, um funcionário da cidade enviou um pedido por escrito ao banco para transferir os 46,3 milhões de ienes. No entanto, eles erroneamente fizeram com que o nome principal da lista de destinatários fosse o representante de todo o grupo, causando o pagamento excessivo a essa pessoa.

O equívoco foi constatado por indicação da instituição financeira designada, e a prefeitura realizará o procedimento de restituição do valor total que foi repassado erroneamente.

A pessoa que recebeu os 46 milhões de ienes e um funcionário do governo municipal planejam visitar o banco para passar pelo procedimento de devolução dos fundos excedentes.

Fonte: The Mainichi

Matérias relacionadas:

Japão usará robôs para ajudar as pessoas isoladas a voltarem à sociedade

Governo japonês dará ajuda de ¥100 mil ienes para estudantes necessitados

Jovens precisam de 240.000 ienes para morar em Osaka

#diaadia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.