Cientistas japoneses comprovam teoria de Albert Einstein na Skytree

Recentemente foi divulgado um estudo sobre a teoria da relatividade na revista científica Nature Photonics. Pesquisadores e cientistas japoneses confirmaram através de uma experiência realizada na torre mais alta do mundo, que o tempo passa quatro nanossegundos mais rápido por dia em relação ao tempo cronometrado em sua base. Importante destacar que um nanossegundo corresponde à um bilionésimo de segundo!

A experiência foi possível devido ao relógio construído pelo professor de eletrônica quântica Hidetoshi Katori. O relógio de treliça atômica compactada é do tamanho de uma geladeira sendo que geralmente os relógios ópticos de treliça “normais” são tão enormes que chegam a ocupar uma sala de laboratório inteiro.

Com essa versão mais compacta projetada pelo professor Katori o relógio apresenta uma precisão 100 vezes melhor em comparação aos relógios convencionais que usamos no dia a dia. O tempo foi calculado na Skytree em uma altura de 450 metros do solo! A torre localizada em Tóquio é um dos lugares mais visitados por turistas do mundo inteiro e possui cerca de 634 metros de altura.

Segundo a teoria da relatividade de Albert Einstein a medida que o tempo avança ele é afetado pela força da gravidade. Dessa forma ele sugeriu que o tempo passa mais rápido em altitudes mais altas. Apesar de alguns imprevistos terem ocorrido durante o experimento como a vibração dos trens ter interferido no resfriamento do relógio, a precisão foi comparada à de pesquisas realizadas em satélites e foguetes.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.