via: Donations being sought for Riken clinical testing to cure baldness : The Asahi Shimbun

Japão

Cientistas japoneses descobrem novo método para tratamento da calvície

2021.02.13


Boa notícia para os homens que estão perdendo cabelo: uma equipe japonesa de cientistas fez duas descobertas importantes que podem ajudar no tratamento da calvície.

No entanto, a má notícia é que os pesquisadores precisam de financiamento para realizar testes clínicos e estão pedindo ajuda ao público.

Os cientistas do instituto de pesquisa japonês “Riken” desenvolveram um novo método para cultivo in vitro de células do folículo capilar que teria um aumento de 100 vezes. A equipe também identificou a célula que desempenha um papel importante no crescimento repetido do cabelo.

Os resultados do estudo já foram publicados no site científico: Scientific Reports, em 10 de fevereiro.

Porém, a empresa que fornecia suporte financeiro interrompeu o patrocínio por razões econômicas e isso forçou os cientistas a iniciarem uma campanha de arrecadação de fundos para os testes clínicos.

A equipe busca arrecadar 500 milhões de ienes (US $ 4,8 milhões) em doações de empresas e indivíduos. O valor será usado não apenas para testes clínicos sobre a segurança da tecnologia de transplante capilar, mas também para outras pesquisas, como a de regeneração de dentes.

Segundo Takashi Tsuji, líder da equipe “O transplante de folículos tem a vantagem de não ser fatal e facilmente removível se algo der errado, já que seria colocado na superfície da pele”.

O cientista também ressaltou sobre a importância do estudo “Estamos pedindo apoio em nossa pesquisa porque isso é um problema que afeta uma grande parte da população, ela também é importante porque pode levar à promoção de uma nova indústria no Japão”.

No Japão, cerca de 18 milhões de japoneses adultos apresentam alguma forma de calvície, principalmente na área da testa ao topo do couro cabeludo. A condição é causada por fatores hereditários, bem como por problemas hormonais masculinos.

Ao localizar a célula que desempenha um papel fundamental no crescimento repetido do cabelo, a equipe descobriu uma proteína específica na superfície da célula que permite esse crescimento repetido. Essa célula também está contida em folículos naturais.

Os membros da equipe disseram que essas descobertas deram a eles confiança de que a tecnologia poderia ser aplicada para ajudar no tratamento da calvície.

Em relação a segurança da tecnologia, o método já foi confirmado seguro por meio de testes em animais, e a equipe obteve aprovação para iniciar os testes clínicos em humanos, contudo seu parceiro de negócios não pôde prosseguir com o financiamento.

Outra boa notícia é que uma equipe formada por pesquisadores da Universidade Médica de Tokyo e da fabricante de cosméticos Shiseido começaram a pesquisa clínica sobre a regeneração do cabelo, injetando células especiais contendo a raiz do cabelo no couro cabeludo.

#diaadia

Leia também: