O surto do coronavírus no Japão fez com que as escolas de Ensino Fundamental e Médio entrassem em recesso, o que resultou na sobra da merenda escolar em algumas cidades.

Hoje (9), chegaram aproximadamente 500 caixas de leite em uma escola da cidade de Toyohashi, Aichi.

A empresa Chuo Seinyu, que produz 35 mil caixas por dia, entregou a escola o pedido que havia sido feito antes do recesso.

Com isso, na cidade de Toyohashi começou uma nova campanha: “Vamos tomar o leite da merenda escolar” (tradução direta do japonês para o português). A campanha irá até o dia 19 de março.

A prefeitura de Aichi solicitou ao Ministério da Educação, Cultura, Esportes Ciência e Tecnologia para prestarem assistência as empresas que fornecem alimentos para a merenda escolar, que estão sendo afetadas pelo recesso das escolas.

Se a gestão empresarial dessas empresas decair, será pedido uma compensação total pela perda dos alimentos em geral, pois há uma grande preocupação de que as empresas fornecedoras não possam ser mantidas devido ao cancelamento dos pedidos.

 


Coronavírus: faz acabar papel higiênico, mas faz sobrar leite Japão