via: Tokyo 2020 creative chief quits over Naomi Watanabe 'Olympig' pitch | The Japan Times

Japão

Diretor criativo das cerimônias olímpicas de Tóquio renunciará ao cargo após fazer uma sugestão ofensiva

2021.03.18

O diretor de criação das cerimônias de abertura e encerramento das Olimpíadas de Tóquio, Hiroshi Sasaki, informou nesta quinta-feira (18) que renunciará ao cargo depois de fazer uma sugestão ofensiva envolvendo a artista Naomi Watanabe.

A saída ocorre justamente em um momento em que o Comitê Organizador dos Jogos se esforça para melhorar sua imagem perante aos comentários sexistas feitos pelo ex-chefe Mori.

Em março de 2020, Sasaki (66 anos) teria proposto uma ideia para a cerimônia de abertura Olímpica, em que a artista Naomi Watanabe (33 anos), um ícone da moda plus-size tanto no Japão quanto no exterior, desceria do céu como se fosse um porco.

Sasaki, que é uma figura conhecida na indústria da publicidade, era responsável por todas as quatro cerimônias de abertura e encerramento dos Jogos de Tóquio. Ele divulgou um comunicado admitindo que fez a sugestão por meio do Line em um grupo de membros do planejamento e pediu desculpas pelo inconveniente.

“Houve uma expressão muito inadequada em minhas ideias e comentários (…) peço sinceras desculpas a ela e às pessoas que se sentiram desconfortáveis com tais conteúdos”-disse Hiroshi Sasaki.

“Costumo brincar com frequência, então eu disse isso como algo que escapou de minha boca… (a ideia de Watanabe) vestindo um traje rosa fofo e mostrando a língua como um “Olympig”. Achei que isso a faria parecer charmosa, mas fui imediatamente repreendido por uma equipe masculina. Sinto remorso”- acrescentou Sasaki.

Esta não é a primeira renúncia envolvendo membros do comitê organizador, uma vez que no início deste ano, o ex-chefe do comitê, Yoshiro Mori, também renunciou ao cargo por fazer comentários sexistas.

Sasaki, que já trabalhou com a poderosa agência de publicidade Dentsu Inc, dirigiu a cerimônia de entrega da bandeira nos Jogos Olímpicos do Rio em 2016 (Brasil), onde estrelou o ex-primeiro-ministro japonês Shinzo Abe vestido de Super Mário, e o evento de contagem regressiva de 365 dias no Estádio Nacional com a atleta Rikako Ikee, sobrevivente da leucemia. E além disso, Sasaki ficou conhecido no Japão por seus famosos comerciais de TV.

Leia também:

Chefe do Comitê Olímpico de Tóquio diz que mulheres tendem a falar mais do que o necessário em reuniões

Chefe do Comitê Olímpico de Tóquio renunciará em meio a polêmica

Decisão histórica: Governo japonês determina que o não reconhecimento da união entre homossexuais é inconstitucional

#diaadia


Diretor criativo das cerimônias olímpicas de Tóquio renunciará ao cargo após fazer uma sugestão ofensiva Japão