Escola japonesa realiza cerimônia de entrada no Metaverso

É possível realizar uma cerimônia de entrada no Metaverso?

A medida que avançamos no mundo da Web3 (terceira versão da Web), cada vez mais indivíduos, empresas e organizações estão procurando novas maneiras de abrir caminhos no universo digital.

Uma dessas instituições a frente do tempo é a Kakugawa Dwango Gakuen N/S Middle and High School, que desde 2016 realiza suas cerimônias de entrada usando os mais recentes equipamentos e tecnologia de VR (realidade virtual).

Leia também: Qual roupa os pais devem usar na entrada e formatura da escola japonesa?

Crédito:Kakugawa Dwango Gakuen/ Youtube

No último domingo (10), a escola realizou sua cerimônia de abertura de 2022 com os alunos usando o serviço de comunicação do metaverso Virtual Cast .

A própria escola se orgulha de ensinar aos alunos todas as coisas sobre tecnologia e enfatiza a mudança entre a educação do mundo real e aquela que pode ser conduzida no universo digital.

Levando isso em consideração, faz todo sentido que a escola continue a realizar sua cerimônia de entrada e eventos relacionados usando a tecnologia mais avançada possível.

Como foi a cerimônia de entrada no Metaverso?

A cerimônia de entrada aconteceu no próprio prédio da escola VR “Learning Tower”, projetado e construído pelo renomado arquiteto japonês Kengo Kuma no espaço do metaverso.

A moderação do evento foi conduzida pelo locutor virtual Ken Isshou, que compartilha voz e experiência com o locutor da rede de rádio do Nippon Broadcasting System, Hisanori Yoshida.

Crédito:Kakugawa Dwango Gakuen/ Youtube

Os alunos juntaram-se aos dois diretores da escola –Hirokazu Kuhei (foto abaixo à esquerda) e Hirokazu Kuhei (foto abaixo à direita) –no palco usando seus avatares 3D onde aceitaram a entrada e recitaram os juramentos da escola.

Além disso, o músico SASUKE, que já se formou na N High School e já apareceu no palco na cerimônia de encerramento da Competição Paralímpica de Tóquio 2020, recebeu os mais de 6.000 novos alunos com uma apresentação musical ao vivo.

Crédito: Kakugawa Dwango Gakuen/ Youtube

A cerimônia foi transmitida ao vivo no NicoNico Live, YouTube e Twitter.

Crédito: Kakugawa Dwango Gakuen/ Youtube


Após a cerimônia, os novos alunos puderam andar livremente pelo local de VR e experimentar o mundo Metaverse usando os fones de ouvido de VR, como Meta Quest, Oculus Rift & Oculus Touch e HTC VIVE.

Kakugawa Dwango Gakuen N Middle, N High e S High Schools

Em dezembro de 2021, Kakugawa Dwango Gakuen tinha um total de 21.409 alunos matriculados em cursos na N High School e S High School.
Embora esses cursos sejam online, a escola tem dois locais oficiais, um em Okinawa e outro em Ibaraki.

A escola pratica a educação que se adapta à sociedade da Internet em constante mudança, com ênfase nas habilidades de ensino e proporcionando diversas experiências que ajudarão os alunos a sobreviver em uma sociedade global digitalizada.

Além das aulas obrigatórias do ensino médio, os alunos também podem fazer uma variedade de cursos, como programação, escrita de romance, jogos, moda, culinária e muito mais. Os cursos podem ser realizados presencialmente, online ou até mesmo através da Realidade Virtual.

A Kakugawa Dwango Gakuen N Middle School é um novo conceito de escola “progressiva” que possui 687 alunos on-line e 457 alunos em trânsito em janeiro de 2022.

Atualmente, a escola possui 7 campi em funcionamento, com mais 2 programados a partir de abril.
Na escola, os alunos são incentivados a aprender em seu próprio ritmo, encontrando objetivos e agindo de forma independente para construir suas carreiras futuras.

Ao contrário das Escolas de Ensino Médio e S de Kakugawa Dwango Gakuen N, a escola de ensino médio N não está atualmente listada como uma escola secundária oficial conforme o Artigo 1 da Lei de Educação do Japão.

Os alunos que estudam na Escola de Ensino Médio Kakugawa Dwango Gakuen N também precisão estar matriculados em uma escola secundária oficial.

Para mais informações sobre a escola Kakugawa Dwango Gakuen, clique aqui.

Fonte: Grape Japan

Matérias relacionadas:

Como são as escolas brasileiras no Japão?

Japão começará a testar livros didáticos digitais nas escolas a partir de abril de 2022

Escola no Japão descobre a senha das redes sociais de mais de 200 alunos

#curiosidades

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.