Escritório de Abe pode ter gasto ilegalmente milhões de ienes em festas

De acordo com a agência de notícias Kyodo News, os assessores do ex-primeiro-ministro Shinzo Abe, incluindo uma de suas secretárias, estão sendo questionados sobre as alegações de que seu escritório teria subsidiado ilegalmente custos para que seus apoiadores participassem de um jantar formal em 2018.

Os promotores também questionaram a secretária do ex-primeiro-ministro e seus outros apoiadores, sobres as alegações de que seu escritório teria pagado ilegalmente uma quantia para cada jantar realizado anualmente entre os anos de 2013 e 2019.

Tais questionamentos vieram à tona após advogados e acadêmicos moverem uma ação criminal no mês de maio contra o ex-primeiro-ministro Shinzo Abe, seu secretário pago pelo estado e seu gestor de fundos, alegando que eles infringiram a lei ao não declarar o pagamento da diferença entre os custos totais da parte e as contribuições pagas pelos participantes.

O que houve de fato afinal?

Na véspera anual da exibição das flores de cerejeiras (sakuras) foi realizado um banquete em um hotel de luxo através de um financiamento público, onde cerca de 800 pessoas (muitos das quais eram eleitores na província de Yamaguchi) pagaram cerca de ¥ 5.000 mil ienes cada. Geralmente, esses eventos que são realizados em hotéis cinco estrelas custam aproximadamente ¥11.000 ienes, ou até mais, por pessoa.

De acordo com a queixa apresentada por 660 advogados e juristas, Abe e os dois altos funcionários de seu escritório teriam conspirado para cobrir cerca de ¥6.000 ienes por pessoa para compensar o déficit, totalizando uma quantia de ¥4,8 milhões de ienes.

Segundo a Kyodo News, Abe negou a alegação dizendo: “As despesas foram pagas pelos próprios participantes e meu escritório não teve receitas nem despesas com o evento. O hotel definiu o preço para a festa”.

No entanto, segundo fontes familiarizadas com o assunto, a declaração do hotel evidenciou que o escritório de Abe teria coberto parcialmente as despesas.

Sobre a festa anual

O evento teve início no ano de 1952 e tinha o objetivo de homenagear pessoas como atletas e celebridades por suas realizações. No entanto, durante sua liderança Abe vinha sido criticado por seus opositores, uma vez que centenas de seus apoiadores eram convidados, e os participantes do evento eram tradicionalmente selecionados através de recomendações de políticos.

#diaadia


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.