Estações de Tóquio registram queda de até 90% dos passageiros

A capital japonesa vive uma fase preocupante devido a crescente onda de casos de coronavírus registrados nas últimas semanas.

Após os apelos da governadora Yuriko Koike para que a população evitasse sair de casa e o anúncio do estado de emergência divulgado no dia sete de abril, pelo primeiro ministro Shinzo Abe, o número de pessoas circulando nas ruas de Tóquio diminuiu consideravelmente.

Apesar das linhas de trens e transportes públicos japoneses continuarem oferecendo seus serviços à população, já é possível perceber uma queda de pessoas circulando nas grandes estações da região central de Tóquio.

No primeiro sábado (11) após a capital ter entrado em estado de emergência, a estação JR Shibuya teve uma queda de 90% das pessoas que utilizam os transportes públicos.

Os dados divulgados pela East Japan Railway Co. (JR East), confirmam o impacto que a declaração de emergência teve na capital.

Nas estações JR Tóquio, Shinjuku, Yokohama, Chiba e Omiya, o número de usuários dos metrôs apresentou uma queda entre 33% e 49% nos dias oito, nove e dez. Nesse último fim de semana, o número de pessoas circulando nas estações apresentou uma queda entre 35% e 47% .


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.