via: Japanese light equipment maker launches world's 1st UV lamp safely killing coronavirus - The Mainichi

Japão

Fabricantes japoneses desenvolvem a primeira lâmpada ultravioleta capaz de eliminar o coronavírus

2020.09.22

A maior fabricante de equipamentos de luz do Japão, a Ushio Inc., lançou a primeira lâmpada ultravioleta do mundo capaz de eliminar o coronavírus sem prejudicar a saúde das pessoas.

A lâmpada UV “Care 222” foi desenvolvida em conjunto com a Universidade de Columbia e deverá ser utilizada para a desinfecção em espaços onde as pessoas entram e saem com bastante frequência, como em ônibus, trens, elevadores e escritórios. Atualmente, as lâmpadas UV convencionais são utilizadas como um meio eficaz de esterilização, principalmente na indústria médica e de processamento de alimentos.

-A nova lâmpada UV oferece risco para as pessoas?

Fabricantes japoneses desenvolvem a primeira lâmpada ultravioleta capaz de eliminar o coronavírus Japão  (Crédito: Kyodo News)

Os raios ultravioletas convencionais são extremamente perigosos para as pessoas, uma vez que podem causar câncer de pele e problemas no olhos, no entanto, a nova lâmpada UV “Care 222” emite raios ultravioletas com comprimento de onda de 222 nanômetros (ao contrário dos 254 nanômetros emitidos pelas lâmpadas UV convencionais), tornando-se letal apenas para o germes.

E segundo um estudo recente realizado por terceiros da Universidade de Hiroshima, os raios UV de 222 nanômetros são eficazes na eliminação do coronavírus.

-Como funciona o processo de eliminação do coronavírus?

Quando a Care 222 é emitida a partir de um teto por exemplo, ela inativa 99% dos vírus e bactérias no ar e até uma superfície de 3 metros quadrados de objetos a cerca de 2,5 metros de distância da lâmpada.

O dispositivo que emite a luz pesa cerca de 1,2 kg e custa cerca de ¥300.000 ienes (mais ou menos R$ 15.000 reais). No momento, a Ushio só está aceitando pedidos de instituições médicas, mas pretende atender mais clientes a medida que a demanda pelo produto aumentar.

Além disso, a empresa também pretende desenvolver lâmpadas com emissores “Care 222” que podem ser utilizadas de forma geral para atender uma ampla gama de situações.

#coronavirus


Fabricantes japoneses desenvolvem a primeira lâmpada ultravioleta capaz de eliminar o coronavírus Japão