Homem é liberto após cumprir a sentença de prisão mais longa da história do Japão

Em meio ao envelhecimento dos prisioneiros, um senhor de 80 anos foi liberto após cumprir uma sentença de prisão por 61 anos na prefeitura de Kumamoto -marcando o fim da prisão mais longa da história do Japão. 

Segundo o Ministério da Justiça, entre os reclusos em liberdade provisória, a pena de prisão de 61 anos é considerada a mais longa do país.

Uma vida inteira na cadeia, é possível recomeçar?

A identidade e a natureza do crime não foram reveladas para não prejudicar a reentrada do senhor na sociedade, mas como ele estava preso desde os 19 anos de idade, não aproveitou os melhores anos da vida e não acompanhou as mudanças da sociedade:

Se eu ficasse preso por tanto tempo, morreria de choque vendo como o mundo está agora”

“Eu estou bem com ele sendo liberado, mas ele está muito velho para trabalhar e tem que ir para a previdência. Pior ainda, ele estava na prisão e provavelmente não pagou qualquer tipo de plano de pensão também”.

Lá fora pela primeira vez em 61 anos! É possível se adaptar a esse lapso de tempo, vendo pessoas com TVs nos carros e carregando smartphones?”

O senhor estava preso desde o ano de 1959, e embora ele tenha passado seis décadas na cadeia, ele tinha acesso às informações sobre o que estava acontecendo no mundo.

Como muitas prisões do Japão realizam eventos regulares para os quais o público em geral é convidado, o idoso provavelmente já tem o conhecimento do quanto a tecnologia avançou nesse tempo.

#diaadia


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.