Homem que fingiu ter coronavírus em prefeitura de Aichi foi condenado

O Tribunal Distrital de Nagoya considerou um homem de 38 anos como culpado por obstruir negócios em uma prefeitura no mês de abril, agindo como se estivesse infectado pelo novo coronavírus e tentando espalhá-lo para outros trabalhadores.

O tribunal deu à Norikazu Kita uma pena de 18 meses, com o juiz Takahiro Iwami dizendo que “faltou prudência à luz do sério impacto que o coronavírus está tendo na sociedade”.

Segundo o juiz, o Tribunal proferiu uma sentença suspensa de três anos, pois o homem teria mostrado arrependimento. “Queria surpreender os trabalhadores”– disse Kita em uma audiência anterior.

No dia 17 de abril o homem teria ido até a prefeitura de Oharu, na província de Aichi, por volta das 10 horas e 25 minutos da manhã e feito comentários como “Tenho coronavírus” e “Testei positivo”. Devido ao seu comportamento, a prefeitura precisou ficar temporariamente fechada.

Apenas um dia antes, 16 de abril, o primeiro-ministro Shinzo Abe havia declarado um estado de emergência nacional com a intenção de conter a disseminação do coronavírus.

#coronavirus


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.