via: Personal data of Line users in Japan disclosed to Chinese development firm | The Japan Times

Japão

Informações pessoais de usuários do aplicativo Line foram vazadas para empresa chinesa

2021.03.18

O provedor de aplicativos de mensagens Line Corp. disse na quarta-feira (17) que as informações pessoais de seus usuários no Japão foram acessadas por técnicos da China desde agosto de 2018.

O Line, um aplicativo usado por mais de 86 milhões de pessoas no Japão, afirma em sua diretriz de proteção de dados, que as informações pessoais dos usuários podem ser transferidas para o exterior, mas não especifica o nome de um país estrangeiro, como a China por exemplo.

“Podemos transferir Dados Pessoais para um terceiro país sem quaisquer leis de proteção de dados que sejam equivalentes às do país ou região onde você mora quando obtivemos seu consentimento ou tal transferência de Dados Pessoais seja permitida pelas Leis Aplicáveis”.

A empresa disse que uma afiliada chinesa, encarregada de desenvolver tecnologias de inteligência artificial, teve acesso ao seu banco de dados pelo menos 32 vezes para necessidades operacionais.

Cerca de quatro funcionários da empresa afiliada da Line tiveram acesso aos nomes dos usuários, números de telefone e endereços de e-mail. A Line disse que não confirmou o uso inapropriado dos dados, mas bloqueou o acesso ao banco de dados na China no dia 24 de fevereiro deste ano.

De acordo com a Z Holdings, empresa controladora, a Line contratou uma empresa filiada em Xangai para melhorar a inteligência artificial e outras tecnologias no aplicativo.

Leia também:

Japão permite que residentes estrangeiros alterem ou renovem o visto online

Yahoo e Line se fundem para enfrentar gigantes estrangeiros da tecnologia

Japão fornecerá 50.000 ienes por criança para ajudar as famílias com dificuldades financeiras

#diaadia


Informações pessoais de usuários do aplicativo Line foram vazadas para empresa chinesa Japão