Isolamento social faz alguns estrangeiros pensar em suicídio no Japão

Todos sabemos que a pandemia do coronavírus já afetou emocionalmente bilhões de pessoas pelo mundo. Ela também nos apresentou uma nova realidade: máscaras, álcool em gel, restrições de viagens e talvez o que mais afetou o emocional: o isolamento social.

O Japão, já lida com um número considerável de pessoas que vivem isoladas na sociedade, os “hikikomori“. Mas desde o início pandemia, a situação de alguns estrangeiros residentes também está ficando preocupante.

Cerca de 20% dos entrevistados de uma pesquisa direcionada a residentes vietnamitas responderam que pensaram em tirar a própria vida.

Um especialista acredita que por trás dessa realidade, está a tendência de os estrangeiros ficarem isolados no Japão, pois estão longe de seu país de origem e de familiares.

Um total de 149 pessoas (24%), disseram que pensaram que estariam “melhores mortos”, ou que já pensaram em se machucar. 

Em relação às questões sobre saúde física e emocional, como fadiga, insônia e outros fatores, 203 entrevistados (32,7%) apresentavam sintomas de depressão. 

No total, 433 pessoas (69,7%) responderam “não” quando perguntados se” tinham com quem conversar sobre sua própria saúde”.

Muitos estrangeiros não têm parentes próximos, tampouco laços com a comunidade, e suas relações humanas se limitam aos seus locais de trabalho e escolas. E com a pandemia do coronavírus, por isso houve um aumento de pessoas “isoladas”.

Além disso, as informações para atendimento não chegam facilmente a eles devido às barreiras linguísticas. 

“Os órgãos administrativos e os grupos de apoio precisam enviar informações utilizando as mídias sociais e cooperar com as comunidades residentes vietnamitas e outras partes para identificar as pessoas em isolamento profundo”.

Linha direta de prevenção ao suicídio no Japão com suporte em inglês

Site: https://telljp.com/

Linha direta de telefone: 03-5774-0992 (diariamente)

Bate-papo on-line: https://telljp.com/lifeline/tell-chat/

Consultas de aconselhamento: 03-4550-1146 (segunda a sexta, das 10h às 17h)

Linha direta Yorisoi

Consultas gratuitas por telefone: 0120-279-338 (seg.-dom., 10h-22h, 16h-22h ou 10h-16h)

Mais informações podem ser encontradas aqui: https://www.since2011.net/yorisoi/en/

Central de Atendimento a Residentes Estrangeiros (FRESC) para estrangeiros que perderam seus empregos ou cujas vidas foram afetadas pelo COVID-19

Telefone: 0120-76-2029 (seg.-sex., das 9h às 17h)

Fonte: The Mainichi

Imagem de destaque: Mainichi/Kotaro Ono

Matérias relacionadas:

Justiça japonesa ordena investigação do caso de abuso contra estagiário estrangeiro

Saiba onde procurar ajuda: consultas sobre direitos humanos em português e outros idiomas

A realidade sobre os centros de detenção de imigrantes no Japão

#diaadia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.