Japão confirma 1.º caso da variante Ômicron XE em aeroporto

O Japão confirmou seu primeiro caso da variante derivada Ômicron XE do coronavírus em uma mulher que chegou no aeroporto de Narita, perto de Tóquio, informou o Ministério da Saúde nessa segunda-feira (12).

A mulher de 30 anos, que estava nos Estados Unidos e não apresentou sintomas, chegou ao aeroporto no dia 26 de março, informou o Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar, sem especificar sua nacionalidade.

A mulher recebeu duas injeções da vacina desenvolvida pela Pfizer Inc., mas acabou testando positivo para o vírus no desembarque no aeroporto.

A variante XE foi detectada por meio de testes de sequenciamento genético feitos com amostras da mulher do Instituto Nacional de Doenças Infecciosas. Ela foi tratada em uma instalação para indivíduos infectados antes de ser liberada assim que seu período de quarentena terminou.

Diz-se que a variante é uma combinação dos subtipos BA.1 e BA.2 da variante Ômicron. Um relatório diz que sua taxa de infecção é 12,6% mais rápida que a BA.2, embora os detalhes sobre sua gravidade ainda sejam desconhecidos.

As propriedades básicas da subvariante e a eficácia dos medicamentos e vacinas contra ela são consideradas as mesmas do tipo BA.2.

O instituto disse que duas outras amostras retiradas de chegadas em aeroportos em quarentena pareciam ser misturas do material genético da variante Ômicron, mas seu tipo não pôde ser especificado.

Cerca de 1.100 casos da variante XE foram confirmados na Grã-Bretanha no dia 5 de abril, disse o instituto, embora representem menos de 1% das infecções no país.

“Não se tornou a variante dominante na Grã-Bretanha, onde foi detectada anteriormente, e é improvável que se espalhe rapidamente no Japão”, disse Kazushi Motomura, diretor do departamento de saúde pública do Instituto de Saúde Pública de Osaka.

“Não há necessidade de ter muito medo no momento”, disse Motomura. “Devemos continuar implementando medidas básicas para prevenir infecções, como promover vacinações adicionais”.

Fonte: The Mainichi

Imagem de capa: Passageiros que desembarcaram em Narita aguardando para serem testados, por Masahiro Ogawa

Matérias relacionadas

Isolamento social faz alguns estrangeiros pensar em suicídio no Japão

Japão vê um ressurgimento das infecções por coronavírus entre os jovens

Japão alivia alerta de viagens para 106 países

#diaadia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.