Japão confirma primeiros casos de variante do coronavírus

O ministro da saúde do Japão disse que cinco pessoas que voltaram da Grã-Bretanha tiveram teste positivo para uma nova variante do coronavírus.

Tamura Norihisa disse a repórteres na noite de sexta-feira que os cinco foram encontrados anteriormente infectados com o coronavírus após testes em dois aeroportos japoneses.

O Instituto Nacional de Doenças Infecciosas analisou suas amostras e descobriu que o vírus é a nova variante que está se espalhando na Grã-Bretanha. Esta é a primeira vez que foi confirmada a infecção da variante em pessoas no Japão.

O ministério da saúde disse que dois deles chegaram ao aeroporto Haneda de Tóquio na sexta-feira da semana passada e no domingo, enquanto os outros três pousaram no aeroporto de Kansai na segunda-feira.

O ministério afirma que quatro deles são assintomáticos, enquanto um relatou fadiga.

Na quinta-feira, o governo japonês impôs uma proibição temporária aos recém-chegados da Grã-Bretanha em resposta à disseminação do que se diz ser uma variante altamente contagiosa do coronavírus.

O diretor-geral do Instituto Nacional de Doenças Infecciosas, Wakita Takaji, disse não acreditar que a nova variante esteja se espalhando no Japão no verdadeiro sentido, conforme foi encontrada durante verificações de quarentena em aeroportos.

Wakita disse ainda que se a variante começar a se espalhar no Japão, os surtos atuais no país podem se expandir.

Ele ressaltou a necessidade de analisar a nova variante, dizendo que a patologia da variante não é conhecida, e também se desconhece se as vacinas são eficazes contra ela.

Wakita observou que, neste ponto, as medidas para evitar que a variante entre no Japão são muito importantes.

#coronavírus

Leia também;


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.