Japão em alerta! População teme explosão no número de casos do Covid-19

O Japão está em alerta após ser constatado um considerável aumento do número de casos de coronavírus nos últimos dias. Os números de infectados subiram para 430 em Tóquio. Foi o maior número registrado desde que a epidemia teve início em meados de janeiro.

O aumento dos casos em Tóquio se deve em grande parte ao retorno das pessoas que estavam no exterior. A governadora da maior cidade do Japão fez um anúncio pedindo à população que evitassem saídas desnecessárias, fossem da casa para o trabalho e permanecessem lá durante o fim de semana. O anúncio começou a causar preocupação, o que levou muitas pessoas a começarem a estocar comida (leia mais aqui).

Embora o Japão tenha cancelado eventos, mantendo as aulas suspensas e pedindo para que as pessoas evitem aglomerações, a vida no país continua “normal”. Todos os dias ônibus e trens ficam lotados e o número de pessoas circulando pelas ruas e estações ainda é grande. Restaurantes, lojas e shoppings continuam funcionando. Outro fator que coloca o Japão em um risco de explosão de casos, é a grande concentração das pessoas nos parques, afim de apreciarem o desabrochar das flores de cerejeira.

Na semana passada, o ministro da saúde japonês, Katsunobu Kato, informou ao Governo que o Japão corre risco de ter uma acelerada no número de casos se medidas mais rígidas não forem tomadas neste momento.

O Japão vinha controlando a epidemia, sem que medidas mais rígidas como a quarentena fossem necessárias. Contudo, até agora, só foram testados cerca de 25 mil pessoas. O Japão tem capacidade de realizar uma média de 7.500  testes por dia, mas só estão sendo realizados uma média de 1.200, o que coloca em dúvida os reais números de infectados no país.

Em contraste com o restante do mundo, especialistas se surpreendem com os baixos números de infectados e mortes no país, que tem a  população mais idosa do mundo. O Japão tem até agora 1893 casos confirmados. Já no restante do mundo, os números aumentam cada vez mais, com países que passam dos 100 000 casos.

Um alerta de que o Japão possa entrar em quarentena deverá rondar a população nos próximos dias se o número de casos continuarem a subir. Mesmo que a quarentena não seja decretada, o ideal é continuar se protegendo e evitar ao máximo sair de casa sem que seja necessário, protegendo a sua saúde e a do próximo.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.