Japão realiza o torneio internacional ‘Ninja Parkour’ online pela primeira vez

“Ninja Parkour”, torneio em que as pessoas correm e saltam sobre terrenos urbanos e obstáculos, está atualmente realizando seu primeiro torneio internacional online.

Cerca de 150 pessoas de 15 países participaram do Campeonato Mundial Ninja Parkour Online de 2020, e estudantes universitários locais e outros estiveram envolvidos no julgamento do evento.

“Queremos usar a força dos jovens para revitalizar uma sociedade comprometida pela crise do coronavírus”, comentou um organizador. Informações sobre o esporte podem ser encontradas em seu site oficial: https://ninja-parkour.org/

Parkour é um esporte no qual os participantes treinam seus corpos correndo, pulando e escalando. Também foi brevemente considerado para inclusão nos Jogos Olímpicos de Paris de 2024 como uma nova entrada no campo da ginástica.

O torneio é organizado por médicos e professores do esporte em universidades da prefeitura. Para dar ao evento aspectos que combinam o parkour com uma introdução à área de Kanazawa e sua paisagem cultural, os organizadores o chamaram de “Ninja Parkour”. Desde 2018, eles realizam uma edição nacional do torneio no Kanazawa Castle Park, e a adição de um evento internacional também foi planejada para este ano, mas o surto do coronavírus o forçou online.

Inscrições de vídeos de pessoas realizando parkour começaram a chegar no final de novembro, com inscrições do Japão, China, Estados Unidos, Irã e outros lugares. Os organizadores também relataram uma grande variedade de participantes, de crianças de 5 anos a atletas de classe mundial.

A primeira rodada de julgamento começou em 20 de dezembro, com cerca de 60 alunos da Universidade Hokuriku e da Universidade Kanazawa Seiryo avaliando a precisão, criatividade e outros critérios dos participantes enquanto assistiam a vídeos deles pulando cercas e corrimãos sem esforço e dando cambalhotas para trás.

A segunda fase de julgamento ocorrerá em janeiro e a rodada final em fevereiro. Além das decisões dos juízes, o número de curtidas que uma performance recebe nas redes sociais também influencia os resultados.

O chefe da associação de parkour Ninja, Sachio Takeda, que também é professor visitante na Universidade Hokuriku, disse: “Eu gostaria que fosse uma oportunidade de compreender a diversidade neste planeta, vendo o desempenho de atletas de vários países, e uma maneira de espalhar a cultura japonesa. “

#curiosidade

Leia também;


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.