Japonês ateia fogo em si mesmo, em aparente protesto contra funeral de Abe

Um homem se incendiou em uma rua perto do escritório do primeiro-ministro japonês em Tóquio na quarta-feira, aparentemente com a intenção de cometer suicídio em protesto contra o funeral de Estado para o ex-primeiro-ministro Shinzo Abe, disse a polícia.

A polícia achou uma anotação que dizia: “Pessoalmente, sou fortemente contra”. O funeral de Estado de Abe será na terça-feira 27. Ele se encharcou de óleo, e colocou fogo em si mesmo.

O homem foi levado ao hospital, e estava consciente, disse a polícia. O homem disse aos policiais que ele está na casa dos 70 anos.

A polícia recebeu uma ligação de emergência por volta das 6h50 informando que alguém havia se incendiado no distrito de Kasumigaseki, em Tóquio, onde estão localizados a maioria dos ministérios do governo do país e o prédio da Dieta.

Uma pesquisa recente mostra que a maioria das pessoas são contra o funeral oficial do Estado, já que as relações duvidosas entre os legisladores do Partido Liberal Democrata e a Igreja da Unificação, fundada na Coreia do Sul em 1954 e rotulada como um culto pelos críticos, estão sob escrutínio após sua morte.

Nenhum dano a qualquer um dos edifícios próximos foi relatado após o incidente.

Fonte: Kyodo News, ANN News

#diaadia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.