Japonês entra na pós-graduação aos 60 anos para estudar sobre os ninjas

No verão de 2021, Masaki Kawamura refletiu sobre como ele queria passar sua vida pós-aposentadoria após deixar uma fundação de serviços para jovens da cidade de Osaka, seu local de trabalho há 38 anos. Na primavera de 2021, ele embarcou em seu segundo período como estudante para se especializar em estudos ninjas, sua paixão de longa data.

Leia também: Universidade do Japão concede o 1° diploma do curso de Ninjas

Kawamura tinha 60 anos na época e para ele, os passatempos populares habituais, como golfe ou jardinagem, não estavam em seus planos.

“Até agora tenho sido um amador autodidata de ninja, que adquiriu conhecimento lendo livros e outras coisas, mas agora desejo levar o assunto a sério na pós-graduação”-disse Kawamura na época.

A escola de pós-graduação da Universidade de Mie, onde Kawamura está agora matriculado, é a única escola no Japão que oferece estudos de ninja e ninjutsu como disciplina de especialidade. 

Ninjas (忍者)

Crédito: GETTY IMAGES

A tradução literal seria: “aquele cujo espírito corta como espada”.

A origem dos ninjas (忍者) ou shinobi (忍び) é um pouco obscura e difícil de se determinar, mas acredita-se que eles tenham se originado no início do século XIV, quando os senhores feudais contratavam espiões mercenários para se infiltrar em castelos e obter informações.

A reputação dos ninjas não era muito boa, pois eles eram considerados espiões e assassinos, no entanto, como sua natureza misteriosa caiu na imaginação popular, surgiram vários mitos de que eles possuíam poderes de invisibilidade, andavam sobre a água e até mesmo dominavam os elementos da natureza!

Hoje em dia, eles fazem parte da cultura popular e muitas vezes são retratados de maneira fictícia nas mídias de entretenimento do Japão.

Como surgiu o interesse pelos ninjas?

Crédito: KYODO

No passado, Kawamura se ofereceu para ensinar crianças a cozinhar arroz ao ar livre e fazer outras coisas no Iga Youth Outdoor Center. A instalação para atividades ao ar livre, operada pelo governo da cidade de Osaka, foi fechada em 2014.

Kawamura se interessou pela cultura dos ninjas na mesma época. A cidade de Iga, localizada na província de Mie é conhecida por ser o lar de uma grande escola dos ninjas.

Funcionário da Association Youth Service Osaka City, uma fundação geral incorporada, Kawamura passou no exame de admissão da escola de pós-graduação antes de sua aposentadoria obrigatória. Ele foi o único novo aluno a se especializar em estudo ninja.

Kawamura planeja passar quatro anos aprendendo sobre ninjas na escola de pós-graduação em Tsu, capital de Mie, perto de um dos centros históricos dos agentes secretos da era feudal.

“O ninja não poderia ser combinado com a prática de acampar?” -Kawamura perguntou-se na época.

Kawamura conseguiu um emprego na Association Youth Service Osaka City (AYS Osaka) após se formar na universidade.

Em 1990, ele teve a iniciativa de montar um plano para organizar um programa de “campo ninja prático”.

A iniciativa permitiu que os alunos do ensino fundamental da Prefeitura de Osaka vestissem fantasias de ninja na cidade de Koka, Prefeitura de Shiga, outro centro histórico da tradição ninja, onde tiveram experiências práticas como arremessar as estrelas “shuriken” (as famosas estrelas cortantes) e a arte de atravessar uma água com as botas “tabi”. 

Leia também: Vídeo ensina que é preciso ter habilidades ninja para atravessar as ruas no Japão

Eles também acamparam por quatro dias e três noites nas montanhas de Iga.

O programa fascinou as cerca de 200 crianças que participaram do acampamento.

Kawamura tinha um espaço de arremesso de shurikens e um playground de aventura construído nos terrenos do Iga Youth Outdoor Center. Ele gradualmente passou a acreditar que seu programa com tema ninja levou as crianças a se interessarem pela natureza e desenvolverem consideração e respeito pelos outros.

No outono de 2020, ele começou a se preparar para o exame de admissão na escola de pós-graduação da Universidade de Mie. E recebeu a aprovação em fevereiro de 2021.

“Fiquei aliviado, porque avisei os outros com antecedência que estava fazendo o exame”-disse ele.

Ele foi à Universidade de Mie em abril para uma cerimônia de matrícula e fazer um exame de saúde, mas não voltou desde então devido à pandemia do coronavírus.

Estudando a história dos ninjas

Do wiki do mangá Ninja Hokusai

Todas as quintas-feiras, Kawamura tem aulas online em sua casa, de manhã à noite, para estudar a decifração de documentos antigos, a história dos ninjas e outros assuntos.

Mesmo com a rotina agitada, ele intercala seus estudos após voltar do trabalho e de manhã, antes de ir trabalhar.

“A decifração de documentos antigos é um treinamento exaustivo, mas acho divertido estudar agora”-disse ele. 

“Também estou ansioso por um programa prático de treinamento ninja, que será realizado nas montanhas de Iga.”

Ele disse que seu objetivo para o futuro é aproveitar o que aprendeu na pós-graduação para desenvolver novos programas de ninja.

“A atitude empreendedora de Kawamura está inspirando positivamente outros alunos de pós-graduação”-disse Yuji Yamada, professor da Faculdade de Humanidades, Direito e Economia da Universidade de Mie, uma das principais autoridades em estudos ninja.

“Espero que Kawamura aproveite suas experiências passadas para terminar uma tese de mestrado de um tipo que ninguém mais poderia escrever”- acrescentou Yamada.

Masaki Kawamura

Crédito: Naoyuki Mori

Nascido na Ala Nishi-Yodogawa de Osaka em 1961, Kawamura atualmente é diretor do Centro de Estudos da Natureza da Juventude Rurikei em Nantan, Prefeitura de Kyoto, operado pelo governo da província de Kyoto e administrado por AYS Osaka.

Kawamura tem muitas licenças e qualificações, como se ele próprio fosse um ninja.

Uma licença para ensinar estudos sociais em escolas secundárias e um certificado de esquiador de grau 1 da Associação de Esqui do Japão e um certificado de diretor de acampamento de grau 1 da Associação Nacional de Acampamento do Japão.

Com a história de Kawamura percebemos que não há idade certa para começar a estudar e correr atrás dos sonhos!

Fonte: Asahi Shimbun

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.