via: 年越し「大人食堂」に若い女性や家族連れ 自助の限界「住む場所なくなる」 - 毎日新聞

Japão

Japoneses e estrangeiros formam filas para receber refeição na Igreja Católica no Japão

2021.01.06

A Igreja de Santo Inácio no distrito de Chiyoda na capital de Tóquio está recebendo pessoas com necessidades financeiras desde o início da crise do coronavírus.  Em grande maioria são mulheres jovens, famílias e estrangeiros – estão lá para receber refeições embaladas de bentô.

Japoneses e estrangeiros formam filas para receber refeição na Igreja Católica no Japão Japão

Crédito: nandemonai.pw

“Autoajuda e ajuda mútua só vão até certo ponto”, disse um porta-voz da principal organização por trás do evento “Toshikoshi Otona Shokudo 2021” (cantina adulta de Ano Novo 2021). “Agora é a hora de apoio público. Queremos que o governo tome medidas para impedir que uma onda de pessoas na pobreza acabe nas ruas.”

Japoneses e estrangeiros formam filas para receber refeição na Igreja Católica no Japão Japão

Crédito: @inabatsuyoshi

As refeições distribuídas incluem o bentô e a sopa, enquanto os voluntários também dão roupas para quem necessita. Além disso, há profissionais disponíveis para dar conselhos sobre questões trabalhistas e problemas do cotidiano.

Japoneses e estrangeiros formam filas para receber refeição na Igreja Católica no Japão Japão

Crédito: mainichi.jp

Uma das pessoas que estavam na fila para receber a comida era uma estudante de pós-graduação de 34 anos carregando sua filha de 3 anos.

“Esta é a primeira vez que venho a um lugar como este”, disse ela. “Eu pensei que eles também poderiam ter remédios e roupas de criança.” Sua renda despencou desde que a pandemia impossibilitou-a de trabalhar em meio período, enquanto a suspensão do pagamento do empréstimo estudantil durante a crise do coronavírus foi apenas uma pequena ajuda.

“Se as coisas continuarem como estão, mais e mais pessoas serão empurradas para as ruas sem nenhuma maneira de se sustentar”, disse Tsuyoshi Inaba, da Ação de Emergência para o desastre covid-19 e das organizações do Fundo Tsukuroi Tóquio, que apoiaram a oferta de comida.

Leia também:

#diaadia