LEDs ultravioleta podem enfraquecer o coronavírus

A Universidade de Miyazaki e a empresa Nikkiso anunciaram um experimento conjunto nesta quarta-feira (27). O experimento mostrou que os LEDs ultravioleta desenvolvidos pela empresa, são eficazes no enfraquecimento do coronavírus, reduzindo sua capacidade de infecção em mais de 99,9%.

De acordo com a universidade, o experimento envolveu o brilho dos diodos emissores de luz por 30 segundos em uma cultura líquida do vírus, e depois de três dias, a equipe descobriu que a capacidade de infecção do vírus caiu em mais de 99,9%.

A Universidade de Miyazaki também acrescentou que os LEDs poderão ser úteis para a prevenção de infecções em massa nos hospitais.

“Além de lavar as mãos e usar roupas de proteção, precisamos combinar vários itens para restaurar a vida normal. Espero que isso ajude” – disse o professor de medicina Hiroko Inagaki.

O ultravioleta profundo também foi introduzido no purificador de ar Aeropure desenvolvido pela mesma empresa, pois ele também se mostrou eficaz contra os alérgenos.

(Imagem: Kyodo News)

Após os relatos do experimento, as ações da empresa já subiram 14%. Segundo a equipe, os “LEDs UV profundos” não apresentam efeitos nocivos para o corpo humano e para o meio ambiente.

(Fonte: The Mainichi; link original:https://mainichi.jp/english/articles/20200528/p2g/00m/0in/016000c)


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.