Leitos hospitalares para pacientes com COVID-19 em Nagoya estão quase lotados

Após uma apuração realizada pelo prefeito de Nagoya, Takashi Kawamura, foi descoberto que os leitos hospitalares designados para pacientes com COVID-19 na capital de Aichi estão quase todos lotados.

Segundo uma coletiva de imprensa realizada no dia 7 de dezembro, Kawamura disse que cerca de 182 novos residentes haviam sido hospitalizados desde o dia anterior (6 de dezembro).

Inicialmente, a cidade de Nagoya informou que poderia oferecer cerca de 300 leitos hospitalares aos pacientes com COVID-19. No entanto, a cidade só conseguiu reservar cerca de 180 leitos para os pacientes com COVID-19 em meio à escassez de enfermeiros.

Dos 182 pacientes que foram internados, 155 estavam sendo tratados em Nagoya e os 27 restantes estavam recebendo tratamento em hospitais fora da cidade.

O governo municipal fez uma solicitação para que as instituições médicas disponibilizassem mais leitos para pacientes com COVID-19, no entanto, os hospitais também estão sobrecarregados pois atendem mais pacientes de emergência com doenças cardíacas ou outros tipos de enfermidades típicas no inverno.

“Se o número de pessoas infectadas aumentar ainda mais, precisaremos tomar medidas com serviços médicos gerais, como adiar cirurgias”-disse Kiyofumi Asai, médico-chefe de Nagoya.

O número de pacientes internados com COVID-19 atingiu um recorde de 418 no dia 6 de dezembro, mas o governo de Aichi reservou cerca de 900 leitos para os pacientes com coronavírus.

O governador da província, Hideaki Omura disse:Recebemos um pedido da cidade de Nagoya para providenciarmos mais leitos hospitalares desde novembro, e pudemos coordenar rapidamente com hospitais fora da cidade”.

Aichi é uma das províncias que mais abrigam brasileiros no Japão, e sua capital, Nagoya, (considerada a quarta maior cidade do país) está experienciando um aumento dos casos de coronavírus.

Se você mora nessa região e está lendo essa matéria, fica aqui um alerta para que continue se cuidando e seguindo todas as orientações das autoridades de saúde, como utilizar máscaras, lavar bem as mãos, evitar espaços fechados e com grandes aglomerações.

#coronavírus


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.