Maior operadora de telefonia móvel do Japão suspende serviços e-money vinculado à bancos após fraude

A NTT Docomo Inc. informou nesta quarta-feira (9) que deixará de permitir que os clientes vinculem o serviço de dinheiro eletrônico às suas contas em 35 bancos com os quais mantém parceria, após o surgimento de casos de saques indevidos de dinheiro no Japão.

Os usuários do serviço da NTT Docomo podem pagar suas compras, transferir dinheiro, entre outras funções, e na recente série de casos, o número das contas e senhas foram roubadas por terceiros que abriram contas no serviço de e-money da operadora e moveram dinheiro das contas bancárias das vítimas.

Segundo a NTT Docomo, é permitido enviar ou cobrar um máximo de ¥100.000 ienes de uma vez e até ¥300.000 ienes por mês.

-Quais medidas serão tomadas?

A NTT Docomo, que é a maior operadora de telefonia móvel do Japão, irá considerar a possibilidade de tornar o processo de confirmação de identidade um pouco mais rígido para evitar outras fraudes na hora de retirar o dinheiro.

A medida entrará em vigor a partir de hoje (10), quando pelo menos oito dos 35 credores, como o Japan Post, o Aeon Bank e outros bancos regionais, foram atingidos pelo golpe.

O Japan Post disse que irá impedir que os clientes façam novos registros ou mudem de conta bancária para usar o serviço de dinheiro eletrônico da NTT Docomo por algum tempo.

Ainda não está claro como as informações confidenciais foram roubadas, mas nenhum banco informou que as redes de sistema foram lesadas, o que aumenta a possibilidade de que e-mails de phishing tenham sido usados.

#crime


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.