Mais de 20.000 pessoas perderam o emprego no Japão

Segundo o Ministério do Trabalho, Saúde e Bem-Estar, mais de 20 mil pessoas perderam seus empregos no Japão devido ao forte impacto do coronavírus na economia.

Os trabalhadores não regulares foram os mais atingidos pela crise, uma vez que muitos contratos não foram prorrogados.

De acordo com o Ministério, até 5 de junho, cerca de 20.933 pessoas foram demitidas ou não tiveram seus contratos renovados.

. Perdas de emprego no mês de maio

Segundo dados do Ministério do Trabalho, cerca de 13.000 pessoas foram demitidas até o final de maio. E apenas duas semanas depois, eles notificaram mais 10.000 pessoas desempregadas.

. Perdas de emprego no mês de abril

Antes do feriado da Golden Week, o número de desempregados era de 3.774 pessoas, mas após o feriado prolongado esse número começou a subir.

. Setores mais atingidos 

Do dia 29 de maio até o dia 5 de junho, cerca de 4.210 pessoas relataram que perderam seus empregos. Cerca de 60% dessas pessoas eram trabalhadores não regulares.

Segundo o Ministério, grande parte dos desempregos ocorreram nos setores de restaurantes, hospedagem, manufatura e nos setores de entretenimento adulto.

. Áreas mais atingidas 

A maioria dos trabalhadores que perderam seus empregos residiam em Tóquio, Osaka, Hokkaido, Hyogo e Kanagawa.

#diaadia


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.