Mais províncias pedem para entrar no estado de quase emergência

O governo japonês planeja expandir o estado de quase emergência para Osaka, Kyoto e outras prefeituras em meio ao aumento dos casos de coronavírus.

As prefeituras de Osaka, Hyogo, Kyoto, Shizuoka e Ibaraki solicitaram a medida na sexta-feira, e as prefeituras de Hokkaido e Fukushima decidiram oficialmente fazer o pedido, depois que a contagem de casos nacionais atingiu um novo recorde.

A contagem diária de novas infecções no Japão superou 50.000 por dois dias seguidos na semana passada. As taxas de ocupação de leitos hospitalares estão aumentando em todo o país.

Além das prefeituras de Osaka, Hyogo e Kyoto, no oeste, a província de Okayama também fez o mesmo pedido no sábado.

Leia também: Japão decide declarar estado de quase emergência para 13 províncias!

Issei Kato/ REUTERS

Fukuoka, Saga e Oita, no sudoeste do Japão, também estão entre as prefeituras que planejam buscar as medidas intensivas.

O primeiro-ministro Fumio Kishida se reuniu com alguns ministros, incluindo o ministro da Saúde, Goto Shigeyuki e Yamagiwa Daishiro, responsável pelas medidas de coronavírus, para discutir como responder às solicitações dessas prefeituras.

O Japão pretende declarar medidas pré-emergenciais para as prefeituras que apresentaram esses pedidos.

Kishida se reunirá novamente com os ministros relevantes nesta segunda-feira e decidirá o que fazer, após consultar um painel de especialistas na terça-feira.

O governo também planeja estender o período de quase estado de emergência para Okinawa, Yamaguchi e Hiroshima. O estado de emergência para essas regiões ficaria em vigor até 31 de janeiro.

O governo espera conter as infecções por coronavírus mantendo as funções sociais para minimizar o impacto econômico.

Fonte: NHK

Leia também:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *