via: Protest held in front of Osaka immigration bureau against long detention of asylum seekers - The Mainichi

International Japão

Manifestação em frente ao escritório de imigração de Osaka contra a longa detenção de requerentes de refúgio

2021.04.14

Uma manifestação de oposição ao projeto de revisão da lei de imigração foi realizada em frente ao Escritório Regional de Serviços de Imigração de Osaka com manifestantes exibindo silenciosamente cartazes com mensagens como “Longas detenções violam os direitos humanos.”

O governo japonês submeteu o rascunho da revisão da Lei de Controle de Imigração e Reconhecimento de Refugiados na sessão parlamentar em andamento. Seu objetivo seria resolver os problemas de detenções de longo prazo de estrangeiros que receberam ordens de deportação em instalações de imigração.

Embora o projeto de lei estabeleça um sistema de “medidas de supervisão” em que as pessoas possam viver fora dos centros de detenção, penalidades seriam estabelecidas para aqueles que não obedecerem às ordens de extradição, e pessoas que solicitarem o status de refugiado três vezes ou mais seriam sujeitas a deportação forçada.

Especialistas em direitos humanos da Nações Unidas (ONU) criticam o projeto de lei  por não incorpora um limite para a duração da detenção ou revisão judicial dos casos.

Um homem de 36 anos do Sri Lanka que esteve em um centro de detenção por um total de mais de sete anos e estava visitando o escritório em 13 de abril para solicitar a prorrogação de sua “libertação temporária” viu o protesto e disse: ” As instalações de detenção são iguais aos campos de concentração nazistas”.

Ele explicou que escapou da perseguição na Sri Lanka e chegou ao Japão em 2004, e atualmente está se candidatando ao status de refugiado pela terceira vez. Se o projeto de revisão for aprovado, é possível que ele seja deportado à força. Referindo-se à sua compatriota, que morreu em março aos 33 anos enquanto estava detida no Escritório Regional de Serviços de Imigração de Nagoya, ele disse: “O escritório de imigração não admitiu sua irregularidade”.

“Muitos dos detidos são candidatos ao status de refugiados, que não podem voltar para seus países de origem”, disse Keiko Tanaka, 66, co-líder do RAFIQ, um grupo baseado no bairro de Yodogawa em Osaka que apoia refugiados e organizou o protesto. “A proteção dos refugiados pelos padrões internacionais deve vir em primeiro lugar”, declarou Tanaka.

De acordo com a Agência de Serviços de Imigração do Japão, 3.936 pessoas solicitaram o status de refugiado em 2020, contudo, foi concedido a permissão apenas para 47 pessoas.

#diaadia

Leia também:

Casal imperial do Japão envia suas condolências pela morte do Príncipe Philip

China expressa grande preocupação com a decisão do Japão de liberar águas com resíduos nucleares

Telefones públicos desaparecerão de todos os trens-bala


Manifestação em frente ao escritório de imigração de Osaka contra a longa detenção de requerentes de refúgio International Japão