Ministério da Educação do Japão não considera o fechamento de escolas em meio ao ressurgimento do vírus

O governo não pretende buscar o fechamento simultâneo de escolas em todo o país se outro estado de emergência for declarado em meio a um ressurgimento de novas infecções por coronavírus, disse o ministro da Educação do Japão em 27 de novembro.

Em uma conferência de imprensa após uma reunião do Gabinete, o Ministro da Educação, Cultura, Esportes, Ciência e Tecnologia Koichi Hagiuda afirmou: “A proporção de alunos e crianças que desenvolvem sintomas é baixa e não estamos em uma situação em que as infecções se propaguem com um foco nas escolas. Não estamos pensando em pedir que todas as escolas do país fechem temporariamente, como foi o caso na primavera. “

Embora o ministro tenha indicado que as decisões sobre o fechamento das escolas serão deixadas ao critério dos órgãos gestores de cada escola, ele enfatizou: “O fechamento temporário de escolas nas comunidades como um todo deve ser limitado aos casos necessários e decidido com cuidado, a partir da perspectiva de garantir a educação e considerando o impacto na saúde física e mental das crianças. “

#diaadia


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.