via: Japan health ministry panel to make decision on Moderna vaccine on May 20 - The Mainichi

Japão

Ministério da Saúde do Japão anunciará decisão sobre a vacina Moderna

O Ministério da Saúde pode decidir já em 20 de maio se aprova a vacina da Moderna Inc. contra o coronavírus, para seu uso no Japão, disseram fontes do governo na terça-feira (27), possivelmente abrindo caminho para um segundo tipo de injeção a ser disponibilizado no país após a desenvolvida pela Pfizer Inc.

O Japão tem um acordo de fornecimento com a Moderna para 50 milhões de doses, o suficiente para 25 milhões de pessoas (um quinto da população). Sua entrega ajudaria a acelerar a vacinação no país para as Olimpíadas de Tóquio, deste verão.

O parceiro japonês da empresa de biotecnologia dos EUA, Takeda Pharmaceutical Co., disse em 5 de março que havia entrado com o pedido de aprovação do Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar para importar e distribuir a vacina.

Se o Ministério aprovar em 20 de maio, a Ministra da Saúde, Norihisa Tamura, poderá dar a aprovação formal no dia seguinte.

Ao contrário da vacina Pfizer, que deve ser armazenada em freezers especializados à -75 °C, a injeção Moderna pode ser armazenada à -20°C, facilitando o manuseio. Ambas requerem duas doses, porém, enquanto a Pfizer é administrada com um intervalo de 21 dias, a Moderna é administrada em 28 dias de intervalo.

O Japão iniciou seu programa de vacinação em meados de fevereiro, mas fica atrás de outros países desenvolvidos, como Israel, Grã-Bretanha e Estados Unidos. Pouco mais de 1% de sua população de 126 milhões recebeu pelo menos a primeira dose.

Em uma mudança na postura do governo, de fazer com que os municípios lidem com a administração de vacinas, o Primeiro-Ministro Yoshihide Suga, instruiu o Ministro da Defesa, Nobuo Kishi a criar um grande centro de centro de vacinação em Tóquio, com médicos e enfermeiras das Forças de Autodefesa.

O centro será inaugurado em 24 de maio e terá capacidade para vacinar cerca de 10.000 pessoas por dia, sendo elegíveis os residentes da capital e das prefeituras vizinhas de Kanagawa, Chiba e Saitama.

Espera-se que um total de 900.000 pessoas, 10% dos idosos da área, usem as instalações até o final de sua operação de três meses.

Leia também:

Nova atração de realidade virtual permite pular de bungee jump da Torre de Tóquio

Japonesa com deficiência compartilha poemas de outros artistas pelo mundo

Ministério da Saúde do Japão anunciará decisão sobre a vacina Moderna


Ministério da Saúde do Japão anunciará decisão sobre a vacina Moderna Japão