via: Nearly 1/4 of all Japan coronavirus deaths connected to in-hospital clusters: Mainichi analysis - The Mainichi

Japão

Mortes por coronavírus: cerca de 1/4 das mortes estão relacionas à grupos hospitalares

2020.06.09

Uma pesquisa realizada pelo Mainichi Shimbun evidenciou a suspeita de que pelo menos 2.105 pessoas, incluindo pacientes e profissionais de saúde, teriam se infectado pelo coronavírus em cerca de 99 instituições médicas em todo o Japão.

A pesquisa foi realizada no final de maio por meio de entrevistas com instituições médicas e com fontes do governo local. Os dados da entrevista revelaram que a maior parte das infecções por coronavírus ocorreram em 99 instituições médicas em 21 prefeituras do Japão.

Segundo o Mainichi Shimbun, o número total de infecções por grupos hospitalares até o momento, é de 1028 pacientes, seguido por 1013 profissionais de saúde e 55 funcionários que executam funções administrativas ou serviços externos nos hospitais. Além disso, outras 9 pessoas com status desconhecidos também estão inclusas no grupo.

Apesar de alguns hospitais não revelarem seus índices de mortalidade pela COVID-19, foi constatado que cerca de 20% dos pacientes infectados em grupos hospitalares, acabaram falecendo.

Dessa forma, a taxa de mortalidade de pacientes infectados em grupos hospitalares foi quatro vezes maior que a taxa de mortalidade de outros infectados no Japão.

Muitos desses pacientes internados já possuem um quadro de saúde delicado e ao serem infectados pelo coronavírus, acabam desenvolvendo sintomas mais graves da COVID-19.

As maiores infecções em massa nos hospitais do Japão, foram encontradas no Hospital Geral de Eiju localizado em Tóquio, com 214 casos de pacientes infectados e 43 óbitos pela COVID-19.

Na pesquisa, o Mainichi Shimbun também questionou quando os hospitais voltariam a realizar exames ambulatoriais e a receber visitas de emergência, visto que foram suspensos devido à pandemia do coronavírus.

O período médio da suspensão e restrição de tais serviços, era de 29 dias, no entanto, alguns hospitais responderam que levaram em média 30 dias ou mais para retomarem os serviços enquanto outros hospitais responderam que levaram em média de 20 a 30 dias.

Quando uma infecção hospitalar ocorre, os profissionais de saúde que entraram em contato próximo com as pessoas infectadas, obrigatoriamente precisam ficar em casa, o que acaba prejudicando e limitando a quantidade de profissionais para atender novos pacientes.

O professor da Universidade Médica e Farmacêutica de Tohoku, Mitsuo Kaku, se manifestou sobre a imprevisão das infecções por grupos hospitalares:

Como o novo coronavírus também pode ser transmitido por pacientes que não apresentam sintomas, é impossível prevenir infecções hospitalares. É importante preparar manuais que listem procedimentos para minimizar a propagação de infecções quando surgir o primeiro caso hospitalar.”

#coronavírus

 


Mortes por coronavírus: cerca de 1/4 das mortes estão relacionas à grupos hospitalares Japão