Mulher presa por recusar a pagar uma corrida de táxi de 600 km

A polícia da cidade de Tottori prendeu uma mulher por supostamente se recusar a pagar uma corrida de táxi cara, o qual ela acumulou andando cerca de 600 quilômetros para poder ver as famosas Dunas de Tottori.

A Delegacia de Polícia de Tottori, da província de Tottori, anunciou no dia 17 de janeiro que uma mulher, cujo nome não foi revelado, foi presa sob suspeita de fraude. Ela está admitindo as acusações, disseram fontes.

A mulher é acusada de chamar um táxi em frente à estação JR Totsuka, na cidade de Yokohama, por volta das 2h30 do dia 17 de janeiro, sem intenção de pagar a passagem.

De acordo com investigações, ela não pagou o valor equivalente a 236.690 ienes pela corrida de oito horas de viagem calculada no taxímetro depois de chegar perto da estação JR Tottori, na cidade de Tottori.

A mulher teria dito ao motorista que queria ver as Dunas de Tottori e que retiraria o dinheiro para pagar a passagem quando chegasse à estação de Tottori.

Mas, em vez disso, o motorista levou a mulher à delegacia porque ela se recusou a pagar a passagem, mesmo depois que chegaram ao destino.

A mulher aparenta ter aproximadamente 40 anos e tinha apenas algumas centenas de ienes em sua posse, disseram fontes.

#crime

Leia também:


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.