Museus do Japão começam a coletar itens para registrar a história da pandemia

Em apenas alguns meses a pandemia do coronavírus conseguiu parar o mundo e alterar a rotina de milhares de pessoas.

Pensando nesse momento histórico para a humanidade, vários museus do Japão iniciaram a coleta de materiais relacionados à nova pandemia, com o intuito de registrar a vida cotidiana durante esse período e transmitir informações para as próximas gerações.

-Itens coletados 

Alguns moradores da cidade de Urahoro em Hokkaido, doaram cerca de 200 itens à um museu público, como panfletos que informam sobre o cancelamento de festivais, cupons para viagens e máscaras de pano distribuídas pelo governo.

Um museu da cidade de Suita, oeste do Japão, expõe roupas médicas e escudos de proteção contra o coronavírus, além de uma foto mostrando uma fila imensa de pessoas esperando para comprar máscaras na porta de uma farmácia.

Em Tóquio, a Biblioteca Nacional da Dieta está arquivando dados de escritórios públicos por meio on-line, e o Tsubouchi Memorial Theatre Museum da Universidade de Waseda também está solicitando que grupos de teatro doem panfletos e roteiros de peças canceladas devido à pandemia do coronavírus.

-A importância dos registros  

(Crédito: The Mainichi)

Vocês já pararam para pensar como os historiadores irão explicar esse momento pandêmico para as futuras gerações? 

“Nossa vida cotidiana fará parte da história. Gostaríamos de coletar o maior número possível de itens antes de serem jogados fora”- disse Makoto Mochida curador de um museu em Hokkaido.

“Desastres e epidemias ocorrem repetidamente, mas as pessoas logo os esquecem. Gostaríamos de criar oportunidades para olhar para a era atual por meio de exposições”- disse um curador do museu da prefeitura de Yamanashi.

#coronavirus


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.