Netflix: documentário mostra fantasmas que assombram cidade após tsunami de 2011

Motoristas de táxi em Ishinomaki, nordeste do Japão, relataram ter vivenciado uma série de acontecimentos envolvendo ‘PASSAGEIROS FANTASMAS’ após o devastador tsunami e terremoto de 2011. Em cada caso, a história é semelhante: O motorista pega o passageiro ou passageira e depois de um tempo eles desaparecem, geralmente são jovens e aparentam estar desorientados. Os casos de aparições sobrenaturais foram relatados no documentário Espíritos do Tsunami (volume 2, episódio 4), na série da Netflix: Unsolved Mysteries.

Pelo menos sete motoristas de táxi em Ishinomaki relataram essa experiência

A cidade costeira na província de Miyagi foi uma das regiões mais afetadas pelo tsunami, causada por um terremoto com escala de 8,9, que matou cerca de 16.000 pessoas no total. Mais de 3.000 residentes de Ishinomaki perderam suas vidas na tragédia, incluindo 70 alunos e nove funcionários da Escola Primária Ishinomaki Okawa.

Em um dos casos, um motorista relatou sobre uma jovem que entrou no banco de trás vestindo um casaco muito pesado para o calor que fazia. Ela pediu para ir ao distrito de Minamihama. Confuso, o taxista disse que a área estava praticamente perdida para as ondas do tsunami. Ele então ouviu possivelmente a pergunta mais inesperada de sua vida profissional… “Eu morri?”. Quando ele se virou para tentar responder, a mulher havia desaparecido.

Uma coisa que muitos dos passageiros fantasmas tinham em comum era a idade, sempre são jovens. Para a escritora de teses, a socióloga Yuda Kudo, esse detalhe foi crucial. Ela acredita que os jovens sentem um  “grande pesar” por estarem separados de seus entes queridos. O que para ela faz todo o sentido: “Como eles querem transmitir sua amargura, eles podem ter escolhido os táxis, como lugares privados, um meio para desabafar e uma forma de tentar voltar para casa.”

Essa vontade se sobrepõe a tudo, incluindo o pagamento da conta do táxi. Um dos investigadores observa que “os motoristas tiveram que cobrir o custo dos passageiros “fantasmas”. Isso o fez acreditar ainda mais nos relatos, porém, não era apenas sobre rodas que as coisas ficavam assustadoras, relatórios descreviam sobre filas cheias de fantasmas esperando do lado de fora do que antes costumavam ser lojas.

A exorcista Kansho Aizawa foi chamada para ajudar uma família, ela diz que eles veem fantasmas sem membros e até mesmo sem a cabeça.

Como as pessoas em questão foram “mortas de diversas maneiras violentas pela força dos destroços”, elas foram “deixadas assim no limbo”. O documentário também cita o psiquiatra Keizo Hara, que diz que as aparições são vistas principalmente “naquelas áreas completamente varridas pelo tsunami”.

LEIA MAIS:

#entretenimento

Fonte: Netflix


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *