Netflix não declarou 1,2 bilhão de ienes em lucro tributável

Uma unidade japonesa da gigante de streaming de vídeo, Netflix Inc., não declarou 1,2 bilhão de ienes (US$ 10,1 milhões) em lucro tributável ao longo de três anos até 2019, disseram fontes familiarizadas com o assunto nessa terça-feira (22).

O Escritório Regional de Impostos de Tóquio descobriu sobre a falta da declaração após uma investigação sobre a empresa sediada em Tóquio, com autoridades dizendo que a empresa deveria ter sido paga mais em termos de alocação de lucros por uma unidade holandesa da Netflix, disseram as fontes.

Cerca de 300 milhões de ienes em impostos adicionais, incluindo o valor não declarado, devem ser cobrados da unidade japonesa, que é responsável pela gestão de contratos com produtoras de filmes.

A empresa japonesa comprou os direitos de transmissão de conteúdo de várias empresas de produção. Em seguida, revendeu os direitos para a unidade holandesa, que por sua vez obteve um lucro desproporcionalmente maior com essas transações, segundo as fontes.

O departamento fiscal determinou que, embora a unidade japonesa tenha sido paga pelos gastos para adquirir esses direitos de streaming, ela não recebeu a alocação de lucro proporcional.

A empresa alterou suas declarações fiscais depois de discutir internamente o assunto à luz da lei tributária japonesa, disse um funcionário da unidade japonesa.

A Netflix, que iniciou seu serviço de streaming em 2007, agora opera em mais de 190 países e regiões. O número de assinantes em todo o mundo subiu para mais de 200 milhões, dos quais 5 milhões estão no Japão.

Fonte: The Mainichi

Imagem de capa: Pixabay

Matérias relacionadas

Os preços do Japão estão subindo, mas até quando irá durar?

Dólar atingiu alta de 6 anos acima de 120 ienes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.